domingo, 17 de maio de 2015

MODELOS DE RELATÓRIO DE ALUNO



Relatório de Aluno
O aluno ... encontra-se o nível silábico de escrita e apresenta dificuldade na execução das atividades e acompanhamento do conteúdo.
Não possui  bom relacionamento com o grupo, pois todos os dias acontece  algum incidente envolvendo o aluno, mas apesar disso, é bem aceito nos poucos momentos que demonstra certa tranquilidade. O relacionamento com a professora é satisfatório apesar da dificuldade que aluno apresenta em dialogar. Costuma não aceitar e compreender as solicitações dos adultos e ainda não desenvolveu habilidades para o convívio em ambiente escolar, pois  demonstra  um comportamento inadequado, sempre agitado , pulando pela sala ou chutando um amigo. Quando não, está fora da sala de aula, pois sai sem autorização. A família foi notificada.
As intervenções são feitas por reforço escolar e atendimento individualizado (quando possível), atividades diversificadas e em nível inicial de alfabetização. Coletivamente elaboramos “combinados” para diminuir os conflitos e tentativas constantes de mantê-lo  estimulado a executar as atividades propostas.
Diante dos fatos e pensando na aprendizagem e bom desenvolvimento físico , emocional e social desta criança, solicito avaliação na área de saúde.
Encontro-me à disposição para outras informações se necessário.
Atenciosamente.

Professora  ...

13/06/2017


EMEF ......
PROFESSORA ......
ALUNO: .....


RELATÓRIO DE ALUNO

O aluno ....., 8 anos de idade, cursando o 2º ano do ensino fundamental nesta Escola é uma criança com o comportamento normal para idade. Possui um bom relacionamento com grupo e com a professora.
Quanto ao seu desenvolvimento na aquisição de leitura e escrita não houve avanços neste 1º trimestre e por este motivo foi solicitado pela direção da escola uma avaliação clínica. O aluno encontra-se no nível  pré-silábico de escrita, não reconhece as letras e demonstra dificuldades na oralidade, substituindo e omitindo fonemas: casa-tasa, parede-paede, sapo-chapo, porta-pota). Possui uma fala aparentemente infantilizada e algumas vezes ininteligível.
As intervenções estão sendo feitas através de estímulos como leitura diária, jogos e atividades diversificadas em nível inicial de alfabetização, e principalmente, conversando com o aluno e ouvindo-o com atenção, sempre dando um modelo de fala correto.
Estou à disposição caso haja necessidade de outras informações.
Atenciosamente.


­­­­­­­­­___________________________________
Professora .....



Ribeirão Preto, ............................. 2015.





 EMEF .....
PROFESSORA .....
ALUNO: ......  - 2º ANO A

Relatório de Aluno
O aluno ........, 8 anos, encontra-se no nível pré-silábico de escrita e não reconhece as letras. Quanto ao raciocínio lógico matemático, reconhece alguns números (com ajuda) e aos transcrevê-los traça-os espelhadamente.  Não atende as comandas, faz apenas o que quer e quando quer.
Não possui  bom relacionamento com o grupo, pois todo o dia acontece  algum incidente envolvendo o aluno, mas apesar disso, é bem aceito nos poucos momentos que demonstra certa tranquilidade. O relacionamento com a professora é satisfatório apesar da dificuldade que aluno apresenta em dialogar. Costuma não aceitar e compreender as solicitações dos adultos e ainda não desenvolveu habilidades para o convívio em ambiente escolar, pois  demonstra agressividade e usa de meios físicos para conseguir o que deseja. Na sala de aula, fila, refeitório e no recreio sempre agride um colega, e justifica sendo em sua defesa. Todos os dias, principalmente após o recreio é quase impossível trabalhar, pois o aluno anda pela sala, emite sons de raiva e ameaça a todos com os objetos escolares, seja lápis, caneta ou tesoura.
As intervenções são feitas por reforço escolar e atendimento individualizado (quando possível), atividades diversificadas e em nível inicial de alfabetização. Coletivamente elaboramos “combinados” para diminuir os conflitos e tentativas constantes de mantê-lo  estimulado a executar as atividades propostas.
Diante dos fatos e pensando na aprendizagem e bom desenvolvimento físico , emocional e social desta criança, solicito avaliação na área de saúde.
Encontro-me à disposição para outras informações se necessário.
Atenciosamente.

___________________________________
Professora ......

Ribeirão Preto, ................................... 2015



EMEF ......
PROFESSORA .....
ALUNO: ........  - 2º ano ..... – manhã


RELATÓRIO DE ALUNO

O aluno..................,8 anos, é uma criança muito agitada e com dificuldade de concentração. Encontra-se no nível pré-silábico de escrita e não reconhece as letras.
De acordo com as observações neste 1º trimestre, o aluno demonstrou dificuldades na execução das atividades propostas. Ele sempre muda a comanda recortando, rabiscando ou rasgando, seja atividade em folha ou no caderno. Raramente realiza as os deveres de casa e tem sempre uma justificativa para tudo. Nota-se também que seu comportamento inquieto prejudica-o, pois não consegue concluir nada que inicia. Faz seus materiais de brinquedos o tempo todo e fala em voz alta com seus pensamentos.                                 Na reunião de pais pude tratar com a mãe que pede uma posição da escola em relação com as dificuldades de aprendizagem do seu filho.                As intervenções estão sendo pontuais: reforço, atividades diversificadas dentro do contexto da aula, muito dialogo quanto aos deveres da escola e dos alunos e sobre a importância sobre levar os estudos a sério.                                     Diante dos fatos e pensando na questão da aprendizagem, da aquisição da leitura e escrita para vida social desta criança, solicito uma avaliação clinica.      Atenciosamente.

___________________________________
Professora .......................


Ribeirão Preto, ................................... 2015.



 EMEF ................................
PROFESSORA ............................
ALUNO: ...........................  - 2º ANO ........

A aluna ........................ não realiza as atividades propostas, aparentando desânimo e cansaço, porém logo parte para brincadeiras e outras atividades. Ainda não desenvolveu habilidades para o convívio escolar, pois, não cumpre as regras e as solicitações dos adultos. Muitas vezes é indelicada com a professora  e  com os colegas, tornando difícil sua aceitação pela turma. Encontra-se no nível silábico- alfabético de escrita e possui dificuldade de aprendizagem. Seu comportamento torna-se preocupante à medida que prejudica seus avanços.

____________________________
Professora ...............................


Ribeirão Preto,18 de maio de 2015.

EMEF ..........................................
PROFESSORA .........................
ALUNO: .......................... - 2º ANO ............

Relatório de aluno
O aluno ........................ é uma criança que apresenta dificuldade de aprendizagem. É esforçado e por este motivo vem se superando. De acordo com as observações diárias percebe-se atitudes infantilizadas e mudança naquilo que lhe é proposto, parece não entender as comandas. As intervenções são feitas com atividades diferenciadas e apoio familiar com o caderno de reforço que é utilizado desde o ano passado. Também, com acompanhamento individualizado pelas professoras de sala e apoio, quando é possível.
            Por ser um aluno de bom comportamento e bem assistido pela família, esperamos ótimos resultados para o próximo trimestre.
Atenciosamente.

___________________________________
Professora .........................................


Ribeirão Preto, .................... 2015.
EMEF ..........................
PROFESSORA ....................................
ALUNO: ................................... - 2º ANO ............
Relatório de aluno
O aluno ........................................apresenta dificuldades na realização das atividades escolares. Toda atividade que inicia não consegue concluir apresentando desânimo. Esquece o que lhe é dito com muita facilidade. Foram tomadas algumas medidas como reforço paralelo, utilização do alfabeto móvel, jogos e atividades diferenciadas do grupo, mas não houve resultado, mesmo com um trabalho individualizado apresenta grande dificuldade de concentração.
Apesar das dificuldades apresentadas é um aluno muito ativo durante as brincadeiras, possui um bom relacionamento com o grupo, mas dificilmente atende as solicitações.
Estou aguardando novos resultados neste 2º trimestre, para decidir junto ao grupo pedagógico e a família, novos direcionamentos para o caso do Matheus.
            Atenciosamente.
                  ___________________________________
                  Professora ......................................

                 Ribeirão Preto, ................... de 2015.





            EMEF .........................
            PROFESSORA ..................................
ALUNO: .............................- 2º ANO .........................
Relatório de aluno
O aluno ............, costuma não aceitar e compreender as solicitações dos adultos. Ainda não desenvolveu habilidades para o convívio em ambiente escolar, pois  demonstra agressividade e usa de meios físicos para conseguir o que deseja. Na sala de aula, fila, refeitório e no recreio sempre agride um colega e justifica sendo em sua defesa. Não assume seus atos e usa de ameaças quando é advertido. Na questão pedagógica apresenta dificuldade. Está no nível silábico de escrita e consegue ler apenas palavras com sílabas simples. É capaz de melhorar seu desempenho se dedicar-se mais aos estudos e evitando conflitos, pois isto atrapalha muito a atenção e o raciocínio.
As intervenções são feitas com o caderno de reforço, atividades diferenciadas e acompanhamento individualizado na leitura e execução das atividades.
Atenciosamente.
                  ___________________________________
                  Professora Adriana C. de O. Souza Dezerto
                  Ribeirão Preto, 18 de maio de 2015.







EMEF DO CAIC ANTÔNIO PALOCCI
  PROFESSORA ADRIANA C. DE O. S. DEZERTO
ALUNO: VITOR OLIVEIRA DE MELO NUNES- 2º ANO B
Relatório de aluno
O aluno Vitor Oliveira de Melo Nunes, apresenta resistência em participar das aulas e fazer o que lhe é proposto. Foi reprovado o ano passado por motivo de faltas, e já apresentando problemas de aprendizagem e comportamento.  Possui um temperamento forte e tem bom argumento e justificativas. Quando presente em sala de aula, além de não participar, insiste em interromper as aulas.
Quanto à aprendizagem, o aluno demonstra dificuldade e ainda não adquiriu os conceitos, está na hipótese de escrita pré-silábica, não reconhecendo as letras. Apesar de várias tentativas como reforço paralelo, atividades diversificadas e lúdicas, não há entusiasmo, demonstrando desatenção, desinteresse e indisposição. Nas atividades em grupo sempre encontra uma maneira de entrar em conflito com os colegas, não tendo um bom relacionamento com a turma. Não tem nenhum capricho com os materiais escolares, rabisca o caderno e insiste em usar caneta. Nas tentativas de diálogo o aluno coloca-se indiferente, não aceita intervenções e solicitações dos adultos. Costuma utilizar-se de inverdades para justificar seus atos.
Com base nas observações diárias descritas, solicito a presença dos pais para tratar junto à direção.
                                                  Atenciosamente.
Atenciosamente.
                  ___________________________________
                  Professora Adriana C. de O. Souza Dezerto
                  Ribeirão Preto, 18 de maio de 2015.
ESCOLA:
NOME DO ALUNO:
SEXO:..................... - DATA DE NASCIMENTO ..................
NÍVEL ESCOLAR: 1º ANO – ENSINO FUNDAMENTAL – PERÍODO: ............
PROFESSORA:  ....................................

O aluno .......................... apresenta resistência em participar das aulas e fazer o que lhe é proposto. Possui um temperamento forte e muitas vezes recusa-se entrar na escola. Quando presente em sala de aula, além de não participar, insiste em interromper as aulas com brincadeiras, gritos, empurrões e xingamentos. Quanto à aprendizagem, o aluno demonstra dificuldade e ainda não adquiriu os conceitos, está na hipótese de escrita pré-silábico, não reconhecendo as letras e os números. Apesar de várias tentativas como reforço paralelo, atividades diversificadas e lúdicas, não há entusiasmo, demonstrando desatenção, desinteresse e indisposição. Nas atividades em grupo sempre encontra uma maneira de entrar em conflito com os colegas, não tendo um bom relacionamento com a turma. Nunca cumpre os horários e sempre há um problema no recreio. Não tem nenhum capricho com os materiais escolares, rabisca e rasga livros e cadernos, tanto, que troca de caderno semanalmente, além de estragar as atividades e os materiais dos colegas. Nas tentativas de diálogo o aluno coloca-se indiferente, não aceita intervenções e solicitações dos adultos. Costuma utilizar-se de inverdades para justificar seus atos.
Com base nas observações diárias descritas, solicito encaminhamento para avaliação médica.
                                                  Atenciosamente.
Professora ..................................


Ribeirão Preto, ..........................................................




ESCOLA: ...................................
NOME DO ALUNO: ..............
SEXO: ........... - DATA DE NASCIMENTO: __/___/_____
NÍVEL ESCOLAR: ............... - ENSINO FUNDAMENTAL– PERÍODO...................
PROFESSORA: ............


O aluno ...... é uma criança muito prestativa, está sempre disposto a ajudar os colegas e a professora. É solidário, está sempre oferecendo e dividindo seus pertences. Na rotina escolar, demonstra dificuldade em realizar as atividades pedagógicas propostas, mesmo as mais simples, por estar sempre envolvido em conflitos.
Seu comportamento é muito agitado e aparentemente sente necessidade de estar a todo tempo em movimento. Quando é necessária uma postura adequada à explicação, ele mexe as mãos, os pés, e morde a ponta da carteira.
No ambiente da sala de aula é sempre muito desorganizado, tudo fica no chão à sua volta, seus materiais e tudo que consegue achar pelo caminho. Nunca está no seu lugar, se arrasta de uma carteira a outra. Ainda não consegue usar o caderno sem orientação e está no nível silábico de escrita. Reconhece as letras isoladamente e relaciona número/quantidade.
Várias intervenções foram feitas, atividades diversificadas, apoio individual, atividades com jogos e alfabeto móvel, mas não consegue se concentrar e concluir uma atividade.
Costuma não aceitar as solicitações dos adultos e a seguir as regras, tornado difícil seu convívio escolar. Apesar de ser uma criança muito querida, na maioria das vezes não é aceito nos grupos de estudo, brincadeiras e jogos devido esta questão.
 Já foi advertido por vários motivos indisciplinares, dentre eles,o de usar da força para conseguir o quer, demonstrando nestes momentos agressividade com os colegas. Também é preocupante seu avanço no processo de alfabetização por não realizar as atividades pedagógicas propostas e desatenção às aulas.
 Pelos motivos citados e a pedido da mãe do aluno, solicito encaminhamento para avaliação na área da saúde.

Ribeirão Preto,................

_______________________________________________
Professora .........................



ESCOLA...................
NOME DO ALUNO:  .....................
SEXO: MASCULINO - DATA DE NASCIMENTO: ................
NÍVEL ESCOLAR: 1º ANO – ENSINO FUNDAMENTAL – PERÍODO: .................
PROFESSORA:  ................................

O aluno .... apresenta dificuldades na realização das atividades escolares. Toda atividade que inicia não consegue terminar apresentando desânimo. Ainda não memorizou a escrita do próprio nome e não reconhece as letras e os números. Esquece o que lhe é dito com muita facilidade, em questão de segundos. Foram tomadas algumas medidas como reforço paralelo com a utilização do alfabeto móvel, jogos e atividades diferenciadas do grupo, mas não houve resultado, mesmo com um trabalho individualizado apresenta grande dificuldade de concentração. Durante as atividades na lousa ou no livro didático percebo que o aluno força os olhos para enxergar e escrever. Apesar das dificuldades apresentadas é um aluno muito ativo durante as brincadeiras, possui um bom relacionamento com o grupo e inicialmente interessa-se pelas atividades propostas.
Com base nas observações diárias descritas, solicito encaminhamento para avaliação médica.
                                              Atenciosamente.

Professora ........................

Ribeirão Preto, ........................



ESCOLA: .................
NOME DO ALUNO: ......................
SEXO: ................ - DATA DE NASCIMENTO: .......................
NÍVEL ESCOLAR: 1º ANO A - ENSINO FUNDAMENTAL– PERÍODO: MANHÃ
PROFESSORA: .......................................


A aluna ..................... veio transferida neste 2º trimestre (04/07/2013) de uma escola em serrana, é uma criança muito agitada, tem um bom relacionamento com os meninos (mas não se relaciona com as meninas). Quando chegou, verifiquei no seu antigo caderno que as atividades que estavam sendo propostas eram inadequadas e iniciamos um novo trabalho. Deduzi que sua dificuldade seria devido aos exercícios repetitivos com letra de forma minúsculo e cursiva. Com esta nova experiência, conseguimos um bom avanço, mas devido ao seu comportamento inquieto, fazer tudo pela metade (costuma não completar as palavras e frases, mesmo copiando), rasgar as atividades da folha e ficar todo tempo de costas, procurando com quem conversar (paralelamente) está demonstrando muita dificuldade de avançar na hipótese de escrita e leitura. Outro fator comprometedor é a ausência do acompanhamento dos pais na vida escolar da filha. Ela não faz a tarefa, mando bilhetes que voltam sem assinar. Quando chamo a irmã mais velha para tratar (está no 2º ano nesta escola) percebo que é inútil, pois ela também tem dificuldades e falta de acompanhamento.
Estou aguardando a reunião de pais, para saber das possibilidades de TDAH e possível encaminhamento para área da saúde.
Professora ..........................
Ribeirão Preto, ................................



ESCOLA.......................................
NOME DO ALUNO: .......................
SEXO............................. - DATA DE NASCIMENTO: ......................
NÍVEL ESCOLAR: 1º ANO A - ENSINO FUNDAMENTAL– PERÍODO: MANHÃ
PROFESSORA: ...............

O aluno ..................... é uma criança aparentemente calma que costuma fazer-se de vítima em várias situações, mesmo quando agride verbalmente um colega. Foi remanejado recentemente (05/08/2013) pelo mesmo motivo. Apresenta um comportamento inadequado, sempre chorando, reclamando de dores na cabeça e tontura.
Segundo a mãe o aluno sofre de um transtorno por ser filho único. O aluno apresenta dificuldade, está fazendo o 1º ano pela segunda vez, encontra-se no nível silábico e reconhece algumas sílabas. É dependente da professora nas atividades mais simples pela dificuldade de compreensão oral.
Pelas dificuldades apresentadas e pelos supostos problemas de saúde apontados solicito encaminhamento médico.

Atenciosamente.

Professora ..........................................

Ribeirão Preto....................................................

ESCOLA: ................
NOME DO ALUNO: ............
SEXO.............. - DATA DE NASCIMENTO: ..............
NÍVEL ESCOLAR: 1º ANO A - ENSINO FUNDAMENTAL– PERÍODO: ...........
PROFESSORA: ..........................

O aluno ............... é uma criança muito agitada, tanto que não consegue ficar sentado, faz as atividades em pé, ao lado da cadeira. É um menino que costuma aceitar as intervenções e solicitações dos adultos, porém, logo está cometendo o mesmo “erro”. Não consegue se concentrar, sempre que inicia uma atividade, não consegue terminar e não se importa com isto.
Após a separação dos pais, ficou ainda mais agitado e agressivo com os colegas.
O comportamento inadequado está prejudicando-o no processo de alfabetização. Encontra-se no nível silábico de escrita e uma regressão na leitura.
Devido às observações acima relatadas, solicito encaminhamento médico.

Atenciosamente,

Professora ..................

Ribeirão Preto, .................................





modelo de relatório: para registro

                                                                 
ESCOLA: ..................................
NOME DO ALUNO: ..................
SEXO: ................... - DATA DE NASCIMENTO ...................
NÍVEL ESCOLAR: 1º ANO – ENSINO FUNDAMENTAL – PERÍODO: ..........................
PROFESSORA:  ......................


O aluno .... costuma não aceitar e compreender as solicitações dos adultos.Ainda não desenvolveu habilidades para o convívio em ambiente escolar, pois  demonstra agressividade e usa de meios físicos para conseguir o que deseja. Na sala de aula, fila, refeitório e no recreio sempre agride um colega e justifica sendo em sua defesa.Foi remanejado recentemente pelos mesmos motivos. Não assume seus atos e usa de ameaças quando é advertido.

Professora ..............


Ribeirão Preto, ............................




ESCOLA: ...........................
NOME DO ALUNO:  ...................................
SEXO:............................. - DATA DE NASCIMENTO: .............................
NÍVEL ESCOLAR: 1º ANO – ENSINO FUNDAMENTAL – PERÍODO..............................
PROFESSORA.............................................
O aluno .................. é um menino meigo e carinhoso, encontra-se no nível silábico de escrita. Apresenta um comportamento infantilizado, na fala e atitudes. Tem muita dificuldade de concentração, pois está sempre brincando com os materiais, cantando, falando  sozinho, parece estar em outro ambiente.
Neste trimestre apresentou pouco avanço, pois está  sempre envolvido nos seus pensamentos, completamente desligado das aulas . Já escreve seu nome, reconhece as letras e os números, sabe usar o caderno, mas nunca conclui uma atividade. É um aluno muito doce e calado. Acredito que se mais participativo, poderia ir muito além.
Os pais estão cientes quanto o comportamento e vida escolar do filho e acreditam que há muito tempo ainda para o aluno se alfabetizar.


Ribeirão Preto, ................................

Professora .......................................


ESCOLA: .........................
NOME DO ALUNO: ...............................
SEXO: ..................... - DATA DE NASCIMENTO: ...........................
NÍVEL ESCOLAR: 1º ANO – ENSINO FUNDAMENTAL – PERÍODO: ....................
PROFESSORA: ...........................................
A aluna ............ não realiza as tarefas, aparentando desânimo e cansaço, porém logo parte para brincadeiras e outras atividades. Ainda não desenvolveu habilidades para o convívio escolar, pois, não cumpre as regras e as solicitações dos adultos. Muitas vezes é indelicada com a professora, usa de meios físicos e xingamentos com os colegas, tornando difícil sua aceitação pela turma. Encontra-se no nível silábico de escrita e possui dificuldade de aprendizagem. Seu comportamento torna-se preocupante à medida que prejudica seus avanços.
Seus pais já estão cientes e se comprometeram em participar da vida escolar da filha.

Ribeirão Preto, .........................



 ________________________________________________________
Professora ......................



ESCOLA:..................
NOME DO ALUNO: ...........................
SEXO: ............... - DATA DE NASCIMENTO: ............................
NÍVEL ESCOLAR: 1º ANO A - ENSINO FUNDAMENTAL– PERÍODO: ........................
PROFESSORA: ........................

O aluno ....................... é uma criança muito ativa que leva tudo na brincadeira. Ainda não está preparado para o convívio em ambiente escolar por não entender as regras na escola. Todo seu material é feito de brinquedo e ele não consegue se concentrar nem nos momentos de leitura. Sua carteira é encostada à mesa da professora e mesmo assim ele nunca está no seu lugar. Anda pela sala e brinca o tempo todo. Nos momentos dos jogos, não consegue participar por não seguir as regras. Toma para si as peças para fazer carrinhos, prejudicando o seu grupo.
Sua fala é infantilizada, troca o R pelo L (notado à pouco pela professora) tornando a fala “enrolada” de difícil compreensão. Encontra-se na hipótese silábica de escrita demonstrando grande avanço no processo, uma vez que, não sabia segurar o lápis adequadamente e não reconhecia as letras do próprio nome.
Estou aguardando a presença da mãe para confirmar a possibilidade de encaminhamento à área da saúde.

Atenciosamente

Professora ...........................

Ribeirão Preto, .............................


ESCOLA: ..........................
NOME DO ALUNO: ....................
SEXO: ................... - DATA DE NASCIMENTO: ..........................
NÍVEL ESCOLAR: 1º ANO A - ENSINO FUNDAMENTAL– PERÍODO: .....
PROFESSORA: ...............

A aluna ................ é uma aluna muito doce e caprichosa. Está sempre calada demonstrando muita timidez. Está na hipótese silábica com valor e reconhece as sílabas. Nestes dois últimos trimestres demonstrou avanços, pois apresenta dificuldade de aprendizagem e lentidão em tudo que faz, até mesmo na oralidade. É uma criança que gosta de copiar e “trava” na produção demonstrando insegurança na execução das atividades diárias. Neste 2º trimestre não cumpriu com os deveres de casa arrumando sempre uma justificativa em atividades que poderia fazer sem ajuda.
Aguardo a próxima reunião de pais para tratar com responsável de um possível encaminhamento à área da saúde.

 Professora .................................

Ribeirão Preto, ....................




 ESCOLA: ....................
NOME DO ALUNO: ...................
SEXO: ................- DATA DE NASCIMENTO: .................
NÍVEL ESCOLAR: 1º ANO – ENSINO FUNDAMENTAL – PERÍODO: MANHÃ
PROFESSORA: ................

O aluno ........................ é uma criança bem acompanhada pela família quanto aos estudos. De temperamento forte, guarda algumas mágoas pela ausência do pai (palavras da mãe), muito rebelde está sempre aprontando com os colegas, esconde a bolsa, joga pedaços de borracha durante a aula para desconcentrar o amigo, faz muitas travessuras no recreio (da última vez machucou o queixo caindo da árvore) e tem muitas reclamações na aula de educação física. É uma criança agitada e não aceita as solicitações dos adultos. Encontra-se no nível silábico de escrita, reconhece as sílabas, mas não consegue avançar no processo. Acredito que devido sua dificuldade na fala (dislalia), há uma transferência na escrita, resultando o comprometimento no seu desenvolvimento no processo de alfabetização.
O aluno foi encaminhado à saúde no 1º trimestre.
Aguardando laudo médico.

Professora ....................................
Ribeirão Preto, ..................................




 ESCOLA: ..............
NOME DO ALUNO: ............
  SEXO: .......... - DATA DE NASCIMENTO: .............
NÍVEL ESCOLAR: 1º ANO – ENSINO FUNDAMENTAL – PERÍODO: ........
PROFESSORA:  ...................
A aluna ............ é uma menina doce e muito calada, porém quando estimulada fala pouco sobre sua vida fora do ambiente escolar. Muitas vezes aparenta estar muito triste, e se questionada, faz muito rodeio, mas não fala o motivo, isto coloca a professora intrigada, pois algo está acontecendo, mas, difícil saber da aluna e seus familiares. Já conversei com uma tia da aluna que mora na mesma casa (a Ana Luiza é criada pelo pai, a mãe é falecida) e queria saber o número de faltas e se seria possível acionar o conselho tutelar porque ela estaria mudando e não queria a menina morando com o pai e a namorada. Não esclareceu o motivo e apenas disse que a Ana era como filha e ficaria preocupada longe dela.
Num segundo momento recebi a avó materna pedindo ajuda para ficar com a guarda da criança. A mesma procurou-me novamente dizendo que entraria em juízo porque a menina não estaria sendo bem cuidada e estaria vindo sozinha para escola, o que julgou ser perigoso.
O pai nunca compareceu na escola. Assina os bilhetes quando solicitado, mas não é presente na vida escolar da criança.
Por estes motivos solicito a intervenção da equipe gestora.

Atenciosamente





Escola: -------------------------
Aluna: ---------------------------------------------------- - Data de nascimento:------
Professora: -------------------------------------------------

A aluna , matriculada no ---- ano A nesta escola no período da ------é uma criança quieta e de pouco relacionamento com os amigos. Sua socialização é considerada boa por aceitar o grupo, mas, a relação é simplesmente formal, ela aceita, mas não se envolve nos momentos de discussão ou simplesmente de brincadeira. Está sempre no seu lugar e se não solicitada, não se prontifica. Sendo esta uma das primeiras observações que me levaram a ter uma atenção maior quanto ao comportamento da aluna.
Aparentemente na sala de aula, pode ser considerada uma aluna dedicada e de bom comportamento, mas o que ocorre são momentos de solidão e de isolamento (pela própria aluna), como constatei numa conversa em que disse que era preferível ficar sozinha porque não conseguia acompanhar.
 Nos momentos de escrita espontânea escreve com garatujas e ou letras e símbolos soltos. Nas cópias, ou transferências da lousa para o caderno, é nítida a dificuldade no traçado das letras, que são trêmulas e fracas, a aluna não apresenta firmeza para escrever. Em alguns momentos segura o lápis impropriamente para escrita, agarrando ao meio. Outra situação que chama atenção é que em muitas palavras, mesmo que sendo transcritas, ficam incompletas e o traçado muda completamente, formado por linhas retas e firmes e com dificuldade de entendimento para quem lê.
Na 1ª avaliação (diagnóstica) foi solicitado que escrevesse quatro palavras: apontador, caderno, lápis e giz. Para apontador a aluna escreveu AUACO, para caderno; KDOAIO, lápis: AIANAI e para giz; IA. Apesar de estar no processo de alfabetização é conveniente citar que a aluna Ana Rita frequentou a pré- escola completou o 1º ano e encontra-se no -- ano do ensino fundamental.
Durante a leitura, onde a professora lê uma história diariamente para a turma, a aluna mesmo por ilustração, não consegue desenhar nenhuma parte ou situação da história, para que ilustre um personagem é preciso voltar ao livro ou a leitura. Como neste caso ou em momentos de diálogo, a --- parece apagar por alguns segundos, chamo-a pelo nome, mas demora a voltar, parece estar pensando muito longe, estar realmente distante.
A aluna ----- tem ---- anos, encontra-se no nível pré-silábico de escrita e na leitura reconhece os sons de algumas letras demonstrando dificuldade. Quanto ao raciocínio lógico matemático, não reconhece os números e aos transcrevê-los traça-os espelhadamente.
Apesar da aluna não se envolver muito com a turma é perceptível seu carinho, respeito e generosidade quando necessário. É uma criança meiga e tranquila, mas nos momentos que se sente desafiada ou incapaz de realizar uma atividade, chora e diz estar com forte dor de cabeça.
As intervenções em sala de aula são constantes onde procura-se trabalhar atividades diversificadas e individualmente quando possível. Ocupar um lugar junto à mesa da professora buscando sua atenção à aula. É sempre solicitada como ajudante para maior participação, contato direto com os colegas e desenvoltura.
Em uma recente conversa com a mãe e a coordenadora da escola, soube que a aluna teve alguns problemas ---, e pude verificar em alguns documentos confirmações de sua dificuldade de aprendizagem em momentos anteriores.
Diante das observações registradas acima, solicito avaliação na área da saúde.
Atenciosamente.

Professora ---------------------------------------------------------------------------

_________________________________
            Coordenação Pedagógica     

_______________________________
Direção da Escola    


Ribeirão Preto, 21 de fevereiro de 2014.


 EMEF.....
PROFESSORA .......
ALUNO: ..............  - 2º ANO ........

Relatório de Aluno
O aluno ......, 8 anos, encontra-se no nível pré-silábico de escrita e não reconhece as letras. Quanto ao raciocínio lógico matemático, reconhece alguns números (com ajuda) e aos transcrevê-los traça-os espelhadamente.  Não atende as comandas, faz apenas o que quer e quando quer.
Não possui  bom relacionamento com o grupo, pois todos os dias acontece  algum incidente envolvendo o aluno, mas apesar disso, é bem aceito nos poucos momentos que demonstra certa tranquilidade. O relacionamento com a professora é satisfatório apesar da dificuldade que aluno apresenta em dialogar. Costuma não aceitar e compreender as solicitações dos adultos e ainda não desenvolveu habilidades para o convívio em ambiente escolar, pois  demonstra agressividade e usa de meios físicos para conseguir o que deseja. Na sala de aula, fila, refeitório e no recreio sempre agride um colega, e justifica sendo em sua defesa. Todos os dias, principalmente após o recreio é quase impossível trabalhar, pois o aluno anda pela sala, emite sons de raiva e ameaça a todos com os objetos escolares, seja lápis, caneta ou tesoura.
As intervenções são feitas por reforço escolar e atendimento individualizado (quando possível), atividades diversificadas e em nível inicial de alfabetização. Coletivamente elaboramos “combinados” para diminuir os conflitos e tentativas constantes de mantê-lo  estimulado a executar as atividades propostas.
Diante dos fatos e pensando na aprendizagem e bom desenvolvimento físico , emocional e social desta criança, solicito avaliação na área de saúde.
Encontro-me à disposição para outras informações se necessário.
Atenciosamente.

Professora  ....
____________________________________________


Ribeirão Preto, 04 de maio de 2015.

EMEF .....
PROFESSORA...
ALUNO: ....I  - 2º ano ......


RELATÓRIO DE ALUNO

O aluno ...., 8 anos de idade, cursando o 2º ano do ensino fundamental nesta Escola é uma criança com o comportamento normal para idade. Possui um bom relacionamento com grupo e com a professora.
Quanto ao seu desenvolvimento na aquisição de leitura e escrita não houve avanços neste 1º trimestre e por este motivo foi solicitado pela direção da escola uma avaliação clínica. O aluno encontra-se no nível  pré-silábico de escrita, não reconhece as letras e demonstra dificuldades na oralidade, substituindo e omitindo fonemas: casa-tasa, parede-paede, sapo-chapo, porta-pota). Possui uma fala aparentemente infantilizada e algumas vezes ininteligível.
As intervenções estão sendo feitas através de estímulos como leitura diária, jogos e atividades diversificadas em nível inicial de alfabetização, e principalmente, conversando com o aluno e ouvindo-o com atenção, sempre dando um modelo de fala correto.
Estou à disposição caso haja necessidade de outras informações.
Atenciosamente.


___________________________________
Professora Adriana


Ribeirão Preto, 04 de maio de 2015.


EMEF .....
PROFESSORA.....
ALUNO: ........  - 2º ano A – manhã


RELATÓRIO DE ALUNO

O aluno ......,8 anos, é uma criança muito agitada e com dificuldade de concentração. Encontra-se no nível pré-silábico de escrita e não reconhece as letras.
De acordo com as observações neste 1º trimestre, o aluno demonstrou dificuldades na execução das atividades propostas. Ele sempre muda a comanda recortando, rabiscando ou rasgando, seja atividade em folha ou no caderno. Raramente realiza as os deveres de casa e tem sempre uma justificativa para tudo. Nota-se também que seu comportamento inquieto prejudica-o, pois não consegue concluir nada que inicia. Faz seus materiais de brinquedos o tempo todo e fala em voz alta com seus pensamentos.                                 Na reunião de pais pude tratar com a mãe que pede uma posição da escola em relação com as dificuldades de aprendizagem do seu filho.                As intervenções estão sendo pontuais: reforço, atividades diversificadas dentro do contexto da aula, muito dialogo quanto aos deveres da escola e dos alunos e sobre a importância sobre levar os estudos à sério.                                     Diante dos fatos e pensando na questão da aprendizagem, da aquisição da leitura e escrita para vida social desta criança, solicito uma avaliação clinica.      Atenciosamente.

___________________________________
Professora


Ribeirão Preto, 04 de maio de 2015.





Nenhum comentário:

Postar um comentário