sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

RELATÓRIO DE ALUNO




TENHAMOS ATENÇÃO...






ANTES DE MAIS NADA, VAMOS LEMBRAR QUE...
  •        CADA ALUNO É ÚNICO E DIFERENTE. PARECERES IGUAIS PRESSUPÕE ALUNOS IGUAIS;
   O PARECER DESCRITIVO DEVE COMPLEMENTAR AQUILO QUE FOI REGISTRADO NA PÁGINA DE HABILIDADES. PORTANTO, NÃO TRANSCREVA-AS;

  • PRECISAMOS TER UM OLHAR INTER E TRANSDISCIPLINAR. PORTANTO, VALE ABRANGER TODOS OS CAMPOS DO SABER QUE DE ALGUMA FORMA SE SOBRESSAEM NO ALUNO. MAS NÃO DEIXE DE REGISTRAR ESPECIALMENTE, A LÍNGUA PORTUGUESA E A MATEMÁTICA;

·         LEMBRE-SE QUE O PARECER DESCRITIVO É UM DOCUMENTO QUE SERÁ UTILIZADO NA CONFECÇÃO DO HISTÓRICO ESCOLAR DO ALUNO. PORTANTO, CUIDADO COM AS EXPRESSÕES PEJORATIVAS, JULGAMENTOS OU AMBIGÜIDADES;

·         PRINCIPALMENTE PARA OS ALUNOS DO CICLO I DE APRENDIZAGEM, REGISTRAR O NÍVEL DE ESCRITA.



DESAFIOS DO PROFESSOR

·         PRESTAR ATENÇÃO EM TODOS OS ALUNOS E EM CADA ALUNO;

·         REUNIR O MÁXIMO DE INFORMAÇÕES POSSÍVEIS SOBRE O ALUNO, TANTO NO CONTEXTO INDIVIDUAL QUANTO NAS SUAS RELAÇÕES COM O MEIO;

·         CONSIDERAR OS INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO;

·         PRIORIZAR AS PRODUÇÕES;

·         EXPLICITAR O DESENVOLVIMENTO DO ALUNO, CONSIDERANDO OS ASPECTOS SOCIAIS, COGNITIVOS E PSICOMOTORES;

·         PRIORIZAR OS ASPECTOS COGNITIVOS E COMPORTAMENTAIS;

·         VINCULAR O PARECER À PROPOSTA PEDAGÓGICA, AOS PLANOS DE ESTUDO E AOS PLANOS DE TRABALHO;

·         INDICAR ESTRATÉGIAS PARA A SUPERAÇÃO DAS DIFICULDADES;

·         APONTAR A PARTICIPAÇÃO, A INTERAÇÃO, A COLABORAÇÃO;

·         REFLETIR PROFUNDAMENTE SOBRE A AÇÃO EDUCATIVA;

·         DESPIR-SE DE CONCEPÇÕES SÓCIO-AFETIVAS E EMOCIONAIS SEM DESUMANIZAR-SE.



“A ESCRITA – REPRESENTAÇÃO DA FALA, RE-APRESENTA O QUE NOSSA CONSCIÊNCIA PEDAGÓGICA SE DEFLAGRA”. (FREIRE, M. 1989, P.5).





PONTOS DE ATENÇÃO



·         REGISTROS DE AVALIAÇÃO EXIGEM EXERCÍCIO DO PROFESSOR:

·         DE PRESTAR ATENÇÃO NAS MANIFESTAÇÕES DOS ALUNOS (ORAIS E ESCRITAS);

·         DE DESCREVER E REFLETIR TEORICAMENTE SOBRE TAIS MANIFESTAÇÕES;

·         DE PARTIR PARA AÇÕES OU ENCAMINHAMENTOS AO INVÉS DE PERMANECER NAS CONSTATAÇÕES.



O QUE NÃO DEVEMOS FAZER?



·         LISTAR APENAS ALGUMAS HABILIDADES ALEATORIAMENTE SEM UMA CONEXÃO;

·         ENFATIZAR APENAS AS HABILIDADES QUE O ALUNO AINDA NÃO ADQUIRIU, APARENTANDO MUITAS VEZES, QUE O “PROBLEMA” É IRREVERSÍVEL.

EX. “O ALUNO NÃO CONHECE”, “NÃO SABE”, “NÃO REALIZA”, ETC...



SUGESTÃO: SUBSTITUIR POR “AINDA NÃO CONHECE” OU “PRECISA DESENVOLVER” OU “SERÁ NECESSÁRIO TRABALHAR”





O QUE FAZER?



·         ABORDAR QUESTÕES COGNITIVAS QUE REVELAM A OBSERVAÇÃO OU COMPREENSÃO DO ALUNO EM SEUS ESTÁGIOS DE DESENVOLVIMENTO;

·         ANALISAR AS POSSIBILIDADES DO ALUNO SE DESENVOLVER, DE IR ALÉM NAQUELA HABILIDADE AINDA NÃO ADQUIRIDA;

·         DESCREVER O DESENVOLVIMENTO PRÓPRIO DE CADA CRIANÇA DESTACANDO SEUS AVANÇOS E CONQUISTAS;

·         EXPOR AS NECESSIDADES E INTERVENÇÕES A SEREM FEITAS DURANTE O PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM.



O QUE PRECISAMOS SABER?



·         QUE HABILIDADES E CONHECIMENTOS FORAM TRABALHADOS COM O ALUNO?

·         QUAIS OS AVANÇOS QUE O MESMO VEM DEMONSTRANDO NESTAS ÁREAS?

·         APRESENTA ALGUMA ÁREA A SER MELHOR DESENVOLVIDA?

·         QUE SUGESTÕES VOCÊ OFERECE NESTE SENTIDO?

·         ATIVIDADE? JOGOS? LEITURAS? QUE TRABALHOS VOCÊ VEM REALIZANDO JUNTO AOS ALUNOS?

·         COMO O ALUNO SE REFERE AO SEU DESENVOLVIMENTO NESTE PERÍODO?



REDIGINDO O PARECER...



·         LEVAR EM CONTA OS DESTINATÁRIOS;

·         UTILIZAR LINGUAGEM CUIDADA, CLARA, SIMPLES, PRECISA E ADEQUADA AO PÚBLICO;

·         CONSIDERAR O CARÁTER OFICIAL DO DOCUMENTO;

·         OBSERVAR ORTOGRAFIA, CONCORDÂNCIA E FORMATAÇÃO;

·         NOMEAR OS PARECES;

·         EVITAR PALAVRAS DIMINUTIVAS;

·         UTILIZAR VERBOS E EXPRESSÕES QUE INDIQUEM PROCESSO; UTILIZAR LINGUAGEM CUIDADA, CLARA, SIMPLES, PRECISA E ADEQUADA AO PÚBLICO;

·         CONSIDERAR O CARÁTER OFICIAL DO DOCUMENTO;

·         OBSERVAR ORTOGRAFIA, CONCORDÂNCIA E FORMATAÇÃO;

·         EVITAR PALAVRAS DIMINUTIVAS;

·         UTILIZAR VERBOS E EXPRESSÕES QUE INDIQUEM PROCESSO;

·         EVITAR CONTRADIÇÕES

·         EVITAR COMPARAÇÕES;

·         EVITAR CONTRADIÇÕES

·         EVITAR COMPARAÇÕES;

·         SER COERENTE;



COMO INICIAR UM PARECER



·         “PERCEBE-SE O PROGRESSO DE... DURANTE ESTE TRIMESTRE EM...”

·         “COM BASE NOS OBJETIVOS TRABALHADOS NO TRIMESTRE, FOI POSSÍVEL OBSERVAR QUE O ALUNO...”

·         “OBSERVANDO O DESEMPENHO DA ALUNA..., FOI CONSTATADO QUE NESTE TRIMESTRE...”

·         “COM BASE NAS AVALIAÇÕES REALIZADAS, FOI POSSÍVEL CONSTATAR QUE A ALUNA... IDENTIFICA...”



ESCREVENDO SOBRE O DESENVOLVIMENTO COGNITIVO



·         “DEMONSTRA UM ÓTIMO/BOM APROVEITAMENTO NA AQUISIÇÃO DA LEITURA E ESCRITA.”

·         “LÊ COM FLUÊNCIA DIFERENTES TEXTOS, FAZENDO CONEXÕES COM A REALIDADE.”

·         “LÊ E INTERPRETA OS TEXTOS TRABALHADOS EM AULA SEM MAIORES DIFICULDADES.”

·         “ESCREVE, ORDENA E AMPLIA FRASES, FORMANDO TEXTOS COERENTES E LÓGICOS.”



ESCREVENDO SOBRE A PARTICIPAÇÃO/CONVÍVIO SOCIAL



·         "DEMONSTRA RESPEITO PELOS COLEGAS E PROFESSORES";

·         "COLABORA NAS ATIVIDADES COLETIVAS, ATUANDO EM GRUPO";

·         "ACEITA SUGESTÕES DA PROFESSORA E DOS COLEGAS";

·         "CONTRIBUI PARA A INTEGRAÇÃO E O CRESCIMENTO DO GRUPO".


PARA REFLETIR...

NOHARA ALCÂNTARA




SUGESTÃO PARA RELATÓRIO INDIVIDUAL

EM RELAÇÃO À ASSIMILAÇÃO E FIXAÇÃO DOS CONTEÚDOS:
O ALUNO É EXCELENTE, INDEPENDENTE E REALIZA TODAS AS ATIVIDADES.
O ALUNO É MUITO BOM, PORÉM TEM NECESSIDADE DE CONSULTAR O PROFESSOR.
O ALUNO POSSUI DIFICULDADE, É DEPENDENTE DO PROFESSOR, MAS REALIZA APESAR DE APRESENTAR BASTANTE LENTIDÃO.
O ALUNO POSSUI DIFICULDADE, É EXTREMAMENTE DEPENDENTE DO PROFESSOR, NÃO CONSEGUE REALIZAR NADA SOZINHO E NÃO DEMONSTRA VONTADE EM APRENDER.



CONCENTRAÇÃO E ATENÇÃO ÀS EXPLICAÇÕES EM SALA DE AULA:
O ALUNO É PARTICIPATIVO.
O ALUNO É PARTICIPATIVO, MAS SE EMPOLGA DEMAIS O QUE ÀS VEZES ATRAPALHA.
O ALUNO PARTICIPA SOMENTE QUANDO É SOLICITADO.
O ALUNO NÃO PARTICIPA DA AULA. DEMONSTRA APATIA.
O ALUNO É DISTRAÍDO, CONVERSA E AINDA ATRAPALHA OS DEMAIS.


QUANTO À CORREÇÃO:
O ALUNO NÃO CONSEGUE CORRIGIR OS ERROS SOZINHO, NECESSITA QUE O PROFESSOR LHE ORIENTE DURANTE A CORREÇÃO, SEJA ELA NO CADERNO OU NA APOSTILA, POIS SE DISTRAI COM MUITA FACILIDADE.
O ALUNO É EXCELENTE. CONSEGUE IDENTIFICAR E CORRIGIR SEUS ERROS SEM AUXÍLIO DO PROFESSOR, SEJAM ELES NO CADERNO OU NA APOSTILA.
O ALUNO NÃO CORRIGE CERTO DA LOUSA, POIS APRESENTA DEFICIÊNCIA VISUAL.
O ALUNO NÃO CORRIGE CERTO DA LOUSA, DEVIDO À FALTA DE ATENÇÃO.


QUANTO AO RELACIONAMENTO DO ALUNO COM OS COLEGAS:
RELACIONA-SE BEM COM TODOS OS COLEGAS.
NÃO RELACIONA-SE BEM COM OS COLEGAS, GOSTA DE SE ISOLAR.
NÃO RELACIONA-SE BEM COM OS COLEGAS, É AGRESSIVO.
GOSTA DE REALIZAR TRABALHOS EM GRUPO.
DEMONSTRA RESISTÊNCIA EM FAZER TRABALHOS EM EQUIPE.


QUANTO À CALIGRAFIA E DESEMPENHO DO ALUNO EM SALA DE AULA:
O ALUNO É EXCELENTE, TEM A LETRA LINDA, É CAPRICHOSO E NÃO APRESENTA ERROS.
O ALUNO É EXCELENTE , MAS POR QUERER SER O PRIMEIRO DA CLASSE A TERMINAR, ACABA DEIXANDO A DESEJAR NO CAPRICHO E NA LETRA.
O ALUNO TEM UMA CALIGRAFIA BOA, PORÉM COM MUITOS ERROS.
O ALUNO TEM UMA CALIGRAFIA RUIM, MAS NÃO APRESENTA ERROS.
O ALUNO TEM UMA LETRA MUITO BONITA E SEM ERROS, MAS DEMORA MUITO PARA COPIAR.
O ALUNO PRECISA FAZER CALIGRAFIA (CADERNO).
O ALUNO NÃO PRECISA FAZER CALIGRAFIA.


QUANTO À DISCIPLINA:
O ALUNO APRESENTA COMPORTAMENTO EXCELENTE TANTO EM SALA DE AULA , COMO NA FILA.
O ALUNO APRESENTA COMPORTAMENTO EXCELENTE EM SALA, PORÉM NA FILA, DEIXA A DESEJAR.
O ALUNO CONVERSA , PORÉM ACATA ÀS REGRAS DA SALA. UMA CHAMADA DE ATENÇÃO É SUFICIENTE.
O ALUNO É INDISCIPLINADO, CABENDO AO PROFESSOR CHAMAR-LHE A ATENÇÃO EM MUITOS MOMENTOS.


QUANTO AO REFORÇO:
O ALUNO NÃO NECESSITA DE REFORÇO PARALELO.
O ALUNO NECESSITA DE REFORÇO E COMPARECE A TODOS.
O ALUNO NECESSITA DE REFORÇO, MAS NÃO COMPARECE DEVIDO À RESISTÊNCIA DOS PAIS OU DO PRÓPRIO ALUNO.
O ALUNO COMPARECE AOS REFORÇOS, MAS APRESENTA RESISTÊNCIA EM REALIZAR AS ATIVIDADES PROPOSTAS (PEDE PARA IR AO BANHEIRO; BEBER ÁGUA, DISTRAI-SE COM FACILIDADE, CONVERSA, BRINCA).


QUANTO AO MATERIAL USADO EM SALA E LIÇÃO DE CASA:
O ALUNO REALIZA A LIÇÃO DE CASA COM CAPRICHO.
O ALUNO REALIZA A LIÇÃO DE CASA SEM CAPRICHO.
O ALUNO NÃO REALIZA A LIÇÃO DE CASA.
O ALUNO TRAZ TODOS OS MATERIAIS NECESSÁRIOS.
O ALUNO ESQUECE O MATERIAL ESCOLAR.



QUANTO À LEITURA:
O ALUNO LÊ COM FLUÊNCIA E ENTONAÇÃO ADEQUADOS.
O ALUNO LÊ, MAS NÃO RESPEITA OS SINAIS DE PONTUAÇÃO.
O ALUNO TEM DIFICULDADE NA LEITURA DAS PALAVRAS.
O ALUNO NÃO LÊ.


QUANTO AO USO DE ÓCULOS:
O ALUNO NÃO USA ÓCULOS.
O ALUNO USA ÓCULOS NORMALMENTE.
O ALUNO MOSTRA RESISTÊNCIA EM USAR O ÓCULOS, DESTA FORMA A PROFESSORA TEM QUE SOLICITAR CONSTANTEMENTE QUE O MESMO FAÇA USO CORRETO.


EM RELAÇÃO À ASSIDUIDADE DO ALUNO:
FALTA MUITO E AS MESMAS O ESTÃO PREJUDICANDO NO APRENDIZADO.
O ALUNO NÃO FALTA, EXCETO SE FOR EXTRITAMENTE NECESSÁRIO.
O ALUNO NÃO DEVERÁ FALTAR, ESTÁ COM EXCESSO DE FALTAS.
O ALUNO NÃO CONSEGUE COLOCAR O CONTEÚDO DE SALA DE AULA EM ORDEM DEVIDO AS NÚMERO DE FALTAS.


EM RELAÇÃO A SEUS MATERIAIS:
ORGANIZA COM AJUDA DAS PROFESSORAS E INSPETORA.
ORGANIZA COM TOTAL INDEPENDÊNCIA.
NÃO CONSEGUE SE ORGANIZAR.
ESQUECE FREQUENTEMENTE MATERIAIS NA SALA.
PERDE FREQUENTEMENTE MATERIAIS NA SALA.



EM RELAÇÃO AOS RESPONSÁVEIS:
- “NECESSITAM” DE ATENÇÃO ESPECIAIS.
- SÃO PARTICIPATIVOS.
- SÃO CRITERIOSOS, INDAGAM BASTANTE E ACOMPANHAM O DESENVOLVIMENTO DO FILHO.
- GERALMENTE NÃO ACOMPANHAM AS LIÇÕES/ESTUDO DO FILHO, PORÉM PARTICIPAM DAS ATIVIDADES.
- NÃO SÃO PARTICIPATIVOS E POUCO COMPARECEM ÀS ATIVIDADES.




FONTE:http://educacaodevalor.blogspot.com;http://renata.piraju.tur.br


________________________________________________________________________________


RELATÓRIO INDIVIDUAL
Em relação à assimilação e fixação dos conteúdos:

O aluno é excelente, independente e realiza todas as atividades.


O aluno é muito bom, porém tem necessidade de consultar o professor.


O aluno possui dificuldade, é dependente do professor, mas realiza apesar de apresentar bastante lentidão.


O aluno possui dificuldade, é extremamente dependente do professor,não consegue realizar nada sozinho e não demonstra vontade em aprender.


Concentração e atenção às explicações em sala de aula:


O aluno é participativo.

O aluno é participativo, mas se empolga demais o que às vezes atrapalha.


O aluno participa somente quando é solicitado.


O aluno não participa da aula. Demonstra apatia.


O aluno é distraído, conversa e ainda atrapalha os demais.

Quanto à correção:

O aluno não consegue corrigir os erros (clipes) sozinho, necessita que o professor lhe oriente durante a correção, seja ela no caderno ou na apostila, pois se distrai com muita facilidade.

O aluno é excelente. Consegue identificar e corrigir seus erros (clipes) sem auxílio do professor, sejam eles no caderno ou na apostila.

O aluno não corrige certo da lousa, pois apresenta deficiência visual.

O aluno não corrige certo da lousa, devido à falta de atenção.


Quanto ao relacionamento do aluno com os colegas:

Relaciona-se bem com todos os colegas.


Não relaciona-se bem com os colegas, gosta de se isolar.



Não relaciona-se bem com os colegas, é agressivo.


Gosta de realizar trabalhos em grupo.


Demonstra resistência em fazer trabalhos em equipe.


Quanto à Caligrafia e desempenho do aluno em sala de aula:


O aluno é excelente, tem a letra linda, é caprichoso e não apresenta erros.


O aluno é excelente , mas por querer ser o primeiro da classe a terminar, acaba deixando a desejar no capricho e na letra.

O aluno tem uma caligrafia boa, porém com muitos erros.

O aluno tem uma caligrafia ruim, mas não apresenta erros.


O aluno tem uma letra muito bonita e sem erros, mas demora muito para copiar.

O aluno precisa fazer caligrafia (caderno).

O aluno não precisa fazer caligrafia.


Quanto à disciplina:

O aluno apresenta comportamento excelente tanto em sala de aula , como na fila.

O aluno apresenta comportamento excelente em sala, porém na fila, deixa a desejar.

O aluno conversa , porém acata às regras da sala.Uma chamada de atenção é suficiente.

O aluno é indisciplinado, cabendo ao professor chamar-lhe a atenção em muitos momentos.

Quanto ao reforço:

O aluno não necessita de reforço paralelo.
O aluno necessita de reforço e comparece a todos.

O aluno necessita de reforço, mas não comparece devido à resistência dos pais ou do próprio aluno.

O aluno comparece aos reforços, mas apresenta resistência em realizar as atividades propostas (pede para ir ao banheiro; beber água, distrai-se com facilidade, conversa, brinca).

Quanto ao material usado em sala e lição de casa:


O aluno realiza a lição de casa com capricho.

O aluno realiza a lição de casa sem capricho.

O aluno não realiza a lição de casa.
O aluno traz todos os materiais necessários.

O aluno esquece o material escolar.


Quanto à Leitura:


O aluno lê com fluência e entonação adequados.

O aluno lê, mas não respeita os sinais de pontuação.

O aluno tem dificuldade na leitura das palavras.

O aluno não lê.

Quanto ao uso de óculos:


O aluno não usa óculos.

O aluno usa óculos normalmente.

O aluno mostra resistência em usar o óculos, desta forma a professora tem que solicitar constantemente que o mesmo faça uso correto.

Em relação à assiduidade do aluno:


falta muito e as mesmas o estão prejudicando no aprendizado.

o aluno não falta, exceto se for extritamente necessário.

o aluno não deverá faltar, está com excesso de faltas.

o aluno não consegue colocar o conteúdo de sala de aula em ordem devido as número de faltas.


Em relação a seus materiais:


organiza com ajuda das professoras e inspetora.

organiza com total independência.

não consegue se organizar.
esquece frequentemente materiais na sala.

perde frequentemente materiais na sala.

Em relação aos responsáveis:


- “necessitam” de atenção especiais.

- são participativos.

- são criteriosos, indagam bastante e acompanham o desenvolvimento do filho.

- geralmente não acompanham as lições/estudo do filho, porém participam das atividades.

- não são participativos e pouco comparecem às atividades.


-------------------------------------------------------------------------------------

1ª Avaliação Descritiva

Estes são alguns tópicos que poderão ser aproveitados para a realização das avaliações descritivas. Você poderá aproveitá-los na integra, ou acrescentando e alterando palavras, conforme cada aluno.



As avaliações podem ter a mesma estrutura para todos os alunos, sendo que as alterações devem acontecer de acordo com o nível de cada um.



Começar sempre com os elogios, procurando lembrar primeiro os aspectos positivos da criança. Não há necessidade de ordem por disciplina, porém todas deverão ser abordadas mesmo que com pequenos textos, que descrevam o desempenho do aluno.



Abaixo você tem alguns parágrafos retirados de avaliações anteriores e que poderão ser aproveitados encaixando nas partes da avaliação que melhor couber.



Emende, costure, recorte, cole, crie, copie. Junte com suas palavras, mude, troque de lugar, altere da maneira que achar mais conveniente.



Lembre-se, são apenas sugestões e você não tem obrigação de usá-las, porém todas as disciplinas deverão ser abordadas para que a avaliação fique bem completa.


1º parágrafo: Começar sempre com os aspectos positivos do aluno:

- Sua adaptação ao novo grupo ocorreu tranqüilamente. Não demonstrou nenhuma dificuldade em interagir, apresentando-se aos colegas com facilidade, característica de uma criança segura e confiante.



- No início demonstrou certa disputa com alguns amigos, normal da idade, porém, após conversa e intervenção da mãe e professora superou tornando-se bastante sociável, fazendo trocas constantes de amizades.



- Sente-se insegura em determinadas atividades, porém após receber incentivos e elogios da professora, consegue executá-las, alegrando-se e percebendo o quanto é capaz;



- Tem curiosidade pela letra cursiva, demonstrando alegria a cada palavra escrita;

- É um aluno capaz, participando com entusiasmo e responsabilidade de todas as atividades propostas pela escola



- Sua adaptação ao novo grupo ocorreu tranqüilamente. Não demonstrou dificuldade em interagir, apresentando-se aos novos amigos com espontaneidade, característica de uma criança segura e confiante.

- é alegre e inteligente.

- Sabe ser companheira, amiga e cativante, sem fazer distinção entre os colegas. Está sempre disposta a ajudar.

- é uma criança calma e carinhosa. Está sempre disposto a ajudar quando é solicitado.

- Participa com entusiasmo, expondo suas idéias com clareza e questionando sempre que se faz necessário.

- Demonstra ser responsável e sempre tem suas tarefas em dia.



- Expressa de forma clara e direta o que aprendeu e/ou entendeu do que lhe foi passado.



- Demonstra interesse nos temas abordados, participa questionando e expondo sua opinião de forma sempre coerente com o que está sendo passado e tem suas tarefas em dia.

- Realiza todos os seus trabalhos com capricho e dedicação



- Gosta de ser desafiado, pois te confiança em sua capacidade. É prestativo e está sempre disposto a ajudar. Não faz distinção entre os colegas, tratando todos com respeito e consideração.



- Demonstra ser responsável e sempre tem suas tarefas em dia.



- Realiza seus trabalhos com entusiasmo e capricho.



- é um aluno tímido, mas, carismático e aceita sempre todas as atividades propostas, porém, em alguns momentos, apresenta-se um pouco disperso.



- Consegue respeitar as idéias do grupo, mas, também defende as suas com determinação.



- Possui temperamento calmo, demonstrando concentração e atenção durante as atividades.



- É extremamente caprichosa e organizada tendo sempre seus trabalhos e tarefas em dia.



- está de parabéns, tanto no comportamento quanto na aprendizagem.



- Sabe ser companheira, amiga, responsável e amável com todos que a rodeiam. Entrega suas tarefas em dia e com muito capricho.



- Realiza tudo que lhe é proposto com sucesso e dedicação.



- Respeita seus colegas e sabe quando é preciso levar o estudo a sério.



- é uma aluna comunicativa, alegre, companheira, tem um grande espírito de liderança e consegue expor e realizar suas idéias entre o grupo.



- é um aluno esforçado, alegre e carinhoso. Participa de todas as atividades com entusiasmo, encontrando dificuldades em executá-las devido seus limites, porém está sempre disposto a receber auxilio e intervenção da professora e dos amigos.



- é comunicativa, alegre, companheira e dedicada. Gosta de ser desafiada e sempre participa de tudo que lhe é proposto.



- Tem consciência de suas dificuldades e não mede esforços para superar sua insegurança e ansiedade.



- É prestativa e está sempre disposta a ajudar.



- Quando possui dúvidas, pergunta sem receio



- está de parabéns, tanto no comportamento quanto na aprendizagem.



- Respeita as idéias do grupo e sabe defender as suas com garra e determinação.



-É responsável na realização de suas tarefas e quando tem dúvidas, pergunta sem receio. Adora auxiliar os amigos.



- Seu progresso durante esse primeiro bimestre foi muito grande, pois venceu bravamente suas dificuldades na escrita.



- é um aluno comunicativo, alegre, companheiro e dedicado. Gosta de ser desafiado e sempre participa de tudo o que lhe é proposto.



- É responsável e sempre tem suas tarefas em dia.



- Possui temperamento calmo, demonstrando concentração e atenção durante as atividades.



- é um aluno alegre, carismático e aceita sempre com alegria todas as atividades propostas, porém, em alguns momentos, apresenta-se um pouco disperso.



- Sabe ser crítico quanto a opinião dos colegas, mas também sabe respeitá-las.



2º Parágrafo: falar sobre o aprendizado na leitura e escrita


- Reconhece os números, quantidades, cores e letras. Já consegue escrever em letra cursiva;

- Quando faz as tentativas de escrita, coloca as vogais corretamente.

- Consegue formar palavras com alfabeto móvel

- Reconhece todo o alfabeto, o que é muito importante no processo de aquisição da leitura e escrita

- Interessa-se por escrita cursiva, já iniciando a tentativa de escrita


- Consegue escrever palavras formando sílabas iniciando a tentativa de leitura

- Nas atividades de linguagem oral, relata história coerentemente e em seqüência lógica, mostrando-se criativo.



-Relata histórias e contos algumas vezes com certa veracidade, constrói frases e textos de maneira coerente, sendo capaz de corrigir seus próprios erros quando questionada.



- Consegue interpretar os textos com facilidade e expressar o que ouviu, leu e aprendeu.



- Apesar de apresentar algumas dificuldades na leitura e elaboração de textos, teve um crescimento significativo durante este bimestre



- Lê com facilidade, cria e interpreta histórias fazendo uso de um bom vocabulário com idéias claras e coerentes.



- Expressa de forma clara e direta o que aprendeu e/ou entendeu do que lhe foi passado.



- Lê com clareza e conta histórias com seqüência lógica, porém, quando tem que registrar suas idéias criando frases e textos encontra dificuldade em combinar as palavras.



- Nas interpretações às vezes, precisa de ajuda da professora ou colegas para responder as perguntas e elaborar as respostas escritas.



- Em língua portuguesa tem boa leitura, interpreta muito bem o que lê, consegue reproduzir com segurança textos diferenciados. Interpreta e expõe suas idéias com facilidade, clareza e coerência.

- Consegue perceber seus erros quando questionado,corrigindo-os.

- Seus erros ortográficos acontecem devido a falta de atenção e concentração na hora da escrita, mas consegue perceber os mesmos quando questionada, corrigindo-os.

- Gosta de ler e interpretar; sua dificuldade é na hora de transcrever suas idéias para o papel, necessitando de ajuda.

- Identifica e escreve de forma legível todas as letras do alfabeto, seu nome , palavras trabalhadas e também consegue formar frases.

- Tem ótima leitura, cria histórias fazendo uso de um bom vocabulário.

- Apresenta idéias claras e coerentes.

- constrói frases e textos de maneira coerente, sendo capaz de corrigir seus próprios erros quando questionada.


- Consegue interpretar os textos, algumas vezes, depende de dicas dadas pela professora.

- Consegue expressar o que ouviu, leu e aprendeu.


- Consegue perceber seus erros e corrigí- los.

- Oralmente Interpreta textos facilmente tendo um pouco de dificuldade na elaboração das respostas escritas.


- Tem boa ortografia, porém, em determinados momentos, falta coerência em suas expressões textuais.

- No estudo da Língua Portuguesa, lê com dificuldade e conta histórias com seqüência lógica, porém, quando tem que registrar suas idéias criando frases e textos encontra dificuldade em combinar as palavras.

- Nas interpretações precisa de ajuda da professora ou colegas para responder as perguntas e elaborar as respostas escritas.


- Em Língua Portuguesa, tem boa leitura, uma ótima escrita, quando apresenta erros e é questionada pela professora consegue identificá-los, corrigindo-os imediatamente.

- Por apresentar dificuldades em gravar o que leu, percebo que já procura ler novamente para compreender o significado. Fico feliz, pois quanto a isto, os avanços são notáveis e progressivos



- Em Língua Portuguesa, tem uma boa leitura, interpreta muito bem o que leu, consegue reproduzir com segurança qualquer texto.



- Nos estudos da Língua Portuguesa, lê e relata histórias, tem seqüência lógica, constrói frases e pequenos textos.



- Sabe retirar sozinha, informações de um texto e explicar com suas palavras o que leu, ouviu, estudou, pesquisou e/ou aprendeu.



- Em determinados momentos, necessita de estímulos da professora para prosseguir em suas atividades de escrita, mas aos poucos tem demonstrado melhoras significativas.


3º matemática – Ex:


- Reconhece os numerais até aqui trabalhados e suas quantidades, sabendo organizá-los em ordem crescente e decrescente.


- Reconhece cores, figuras geométricas, números ( o à 20 ) e quantidades;


- Apresentou uma confusão no reconhecimento dos numerais, com o auxílio dos pais sempre presentes e da professora, superou essa barreira reconhecendo-os e suas respectivas quantidades (0 à 20 )

- Começa a distinguir esquerda e direita.

- Começa a identificar sua lateralidade diferenciando a direita da esquerda;

é um aluno comunicativo, alegre e tem uma postura de liderança bastante forte, o que exigiu logo no início do ano, intervenções constantes em suas relações com os colegas e professora. Não concordar com suas idéias, faz com que perca a paciência, agredindo fisicamente os amigos, querendo se impor pela força. Sempre com muita paciência e firmeza no falar, conversamos explicando que tal comportamento não é necessário. Percebe-se que a falta de limites faz com que nosso amigo faça apenas o que lhe convém

- Realiza cálculos facilmente e interpreta problemas, porém, devido a sua falta de atenção, precisa geralmente de dicas da professora para resolvê-los

- Realiza cálculos com certa facilidade e adora superar desafios.

 Interpreta problemas com auxílio da professora.

- Realiza problemas com certa dificuldade, necessitando de constante intervenção da professora para resolvê-los. Tem interesse e se esforça para assimilar novos conteúdos.

- Nas atividades de matemática, realiza cálculos com facilidade, superando desafios, interpretando problemas e aceitando novas propostas.


 Destaca-se em matemática, pois tem um cálculo mental muito bom com facilidade na compreensão dos problemas.


- Nas aulas de matemática tem dificuldade em realizar algumas atividades, mas, com muito interesse pergunta, questiona esclarecendo assim suas dúvidas.

- Gosta de superar desafios, interpretando problemas e lançando propostas.

- Precisa de auxilio para resolver alguns cálculos matemáticos, sendo que sempre se esforça o máximo e consegue bons resultados.


Outras disciplinas
- Nas demais disciplinas demonstra interesse, participando de todos os temas abordados ,questionando, sugerindo e expondo suas idéias e conhecimentos.

- Nas disciplinas de ciências, história, geografia e ética e cidadania participa ativamente de todas as atividades, conseguindo compreendê-las muito bem, apresentando sugestões bem criativas.


- Nas demais disciplinas participa de tudo com entusiasmo, contribuindo dentro de seus limites para que os objetivos sejam alcançados.

- Nas aulas de artes, realiza seu trabalho com determinação e capricho, se apegando aos detalhes e demonstrando prazer nesse tipo de atividade.

- Nas aulas de Artes realiza as atividades com prazer e dedicação demonstrando um pouco de dificuldade quando faz uso de tintas e pincéis.


- Nas aulas de artes realiza seus trabalhos com entusiasmo e capricho, embora tenha algumas dificuldades em observar pequenos detalhes, principalmente quando faz o uso de pincéis.

 Nas disciplinas de Ciências, Ética e Cidadania, História e Geografia participa com entusiasmo, expondo suas idéias com clareza e questionando sempre que se faz necessário

- Nas disciplinas de Ciências, Ética e cidadania, História e Geografia, participa de forma interessada respondendo o que lhe é questionado sobre o tema, contando com dicas da professora e colegas.


- Nas demais disciplinas, apresentou grande destaque, pois demonstrou realmente que entendeu, participando com alegria e entusiasmo de todas as atividades.


- Nas disciplinas de Ciências, História e geografia, teve grande revelação ao executar as atividades, apresentando sugestões bem criativas , relevantes.

- Adora realizar trabalhos de artes, caprichando para que fique tudo bem feito.

- Nos trabalhos artísticos é detalhista, demonstrando sempre muito capricho e perfeccionismo.

- Suas produções artísticas são sempre muito bem realizadas e é visível seu talento nesta área.


 Pinta, desenha e realiza atividades de recorte e colagem com maior entusiasmo, obtendo avanços significativos na área artística. Suas produções estão gradativamente mais criativas e ricas em detalhes.








Outros aspectos:-









- Distrai-se facilmente, atrasando-se nas atividades e não desenvolvendo todo o seu potencial



- Sua concentração dura em média 10 minutos, dificultando a expansão de todo o seu potencial;



- Segura o lápis com firmeza e em atividades de recorte, respeita os limites demonstrando boa coordenação motora fina



- Freqüentemente encontra-se de pé ou caminhando durante o trabalho o que evidencia inquietude e precipitação em querer realizar atividades;









- Apesar de sua timidez, nas assembléias (momento em que sentamos em roda para discutir tarefas e atividades), respeita as idéias do grupo expondo sua opinião, somente quando solicitada. Participa de todas as atividades propostas com entusiasmo, empenhando-se em tudo o que faz.



- Manuseia o lápis com firmeza, apresentando boa coordenação motora fina. Reconhece todo o alfabeto, o que é muito importante no processo de aquisição da leitura e escrita.



- Em situações que apresenta insegurança espera o auxilio da professora, sendo encorajada a tentar fazer do seu jeitinho, pois é tentando que se aprende.



- Possui bom relacionamento com a professora e colegas, porém, em alguns momentos é autoritária, demonstrando espírito de liderança.



Nas assembléias, respeita as idéias do grupo, expondo sua opinião. Participa de todas as atividades propostas com entusiasmo, empenhando-se em tudo o que faz.



- Tem firmeza no manuseio do lápis, apresentando boa coordenação motora fina. Reconhece todo o alfabeto, o que é muito importante no processo de aquisição da leitura e escrita.


- Apresenta dificuldades em cumprir com seus compromissos de entrega de tarefas e trabalhos.



- Possui temperamento um pouco agitado o que às vezes, provoca falta de atenção e concentração durante as atividades.
VEM  apresentado dificuldades significativas de atenção e concentração durante as explicações e realização das atividades o que poderá ocasionar problemas na aprendizagem de novos conteúdos.


É uma aluna capaz, participando com entusiasmo e responsabilidade de todas as atividades propostas, porém a conversa e brincadeiras durante as aulas, têm atrapalhado e muito seu progresso.



- Deixou de realizar algumas tarefas e demonstra certo desânimo e cansaço para participar ativamente das atividades propostas.


- Possui letra legível, é organizado e caprichoso

- Algumas vezes encontra dificuldade em apresentar seus trabalhos e tarefas.


- Apresenta dificuldade em se comunicar, mostrando-se inibido perante o grupo. Dificilmente questiona sobre alguma dúvida, precisando de constante intervenção da professora, pois, se distrai facilmente durante a realização das atividades; as vezes não conseguindo terminá-las.

- é uma criança comunicativa e alegre, mas às vezes um pouco insegura.


- Demonstra ser responsável e sempre tem suas tarefas em dia.


- Tem um elevado número de faltas, o que compromete a seqüência das atividades e acaba prejudicando em muito seu aprendizado.

 é assíduo e pontual.
- é um aluno comunicativo, alegre e tem uma postura de liderança bastante forte, o que exigiu logo no início do ano, intervenções constantes em suas relações com os colegas e professora. Não concordar com suas idéias, faz com que perca a paciência, se negando a fazer as atividades. Sempre com muita paciência e firmeza no falar, conversamos explicando que tal comportamento não é necessário. Sempre que agimos com mais firmeza no falar, acaba cedendo e então, cumpre suas obrigações. Percebe-se que a falta de limites faz com que nosso amigo faça apenas o que lhe convém.

Apesar de ser inteligente e com raciocínio rápido, deixa de fazer suas atividades e fica tentando desviar a atenção dos amigos para si, precisando sempre de cobranças da professora para retomar e terminar suas atividades.

Realiza seus trabalhos com capricho e dedicação, tem opinião própria e muitas vezes desacata ordens, tentando provar que está certa, e tendo que ser chamada atenção pelos amigos e professora de que nem tudo poderá acontecer como ela quer.

 Apesar de ainda precisar de ajuda durante a leitura dos problemas de matemática, possui raciocínio rápido resolvendo com facilidade contas de adição e subtração.

- Tem consciência de suas dificuldades e não mede esforços para superar sua insegurança e ansiedade.

- Algumas vezes encontra dificuldade em realizar seus trabalhos, pois se distrai facilmente.
- Expressa de forma clara e direta o que aprendeu e/ou entendeu do que lhe foi passado.

- Algumas vezes encontra dificuldade em apresentar seus trabalhos e tarefas.
- Apresenta dificuldade em se comunicar, mostrando-se inibido perante o grupo. Dificilmente questiona sobre alguma dúvida, precisando de constante intervenção da professora, pois, se distrai facilmente durante a realização das atividades; muitas vezes não conseguindo terminá-las.

- Possui temperamento instável que se consolida no decorrer do dia ou da semana.
 Respeita o amigo, sabe quanto é preciso levar o estudo a sério

tem opinião própria e muitas vezes desacata ordens, tentando provar que está certa, e tendo que ser chamada atenção pelos amigos e professora de que nem tudo poderá acontecer como ela quer.


- Algumas vezes se envolve em conflitos, sendo lembrado que o melhor caminho para resolver estas situações é o diálogo.

- Em situações que apresenta insegurança espera o auxilio da professora, sendo encorajada a tentar fazer do seu jeitinho, pois é tentando que se aprende.

 Quando se envolve em conflitos, procura resolvê-los com diálogo, porém às vezes ainda precisa de intervenção da professora.

 Em atividades que sente insegurança espera o auxilio da professora, sendo encorajada a tentar fazer do seu jeitinho, pois é tentando que se aprende.

- Algumas vezes se envolve em conflitos, precisando da intervenção da professora para lembrá-lo que o melhor caminho na resolução destas situações é o diálogo.


- tem dificuldade no relacionamento com os amigos.



- Tem espírito de liderança e por isso, quando contrariado, reage com atitudes agressivas, precisando sempre da intervenção da professora para resolver pequenos conflitos.



- distrai-se facilmente, conversando ou brincando enquanto discutimos outros assuntos.



- Às vezes, envolve-se em conflitos com seus colegas, respondendo com agressões físicas, sendo lembrado que conversar é a melhor solução e saber controlar seus impulsos é necessário.



- sempre participa com sua opinião, sendo lembrado que as opiniões dos colegas também são importantes, e que, cada um tem sua vez de falar e todos terão a oportunidade.



- Algumas vezes se envolve em conflitos com os colegas, resolvendo-os com diálogo e raramente necessita da intervenção da professora.



- Precisa sempre de incentivos da professora para concluir outras atividades, que requerem maior concentração.



- Se envolve constantemente em conflitos com seus colegas, respondendo com agressões físicas, sendo lembrado que conversar é a melhor solução e saber controlar seus impulsos é necessário.



- Na pintura precisa de estímulos para respeitar os limites, bem como o capricho em sua letra.















Encerrar com com pequeno comentário:









- sinto seu crescimento a cada dia, continue assim e você vai longe!



- seu carisma e esse seu jeitinho doce de ser me cativou.Sei que juntos conseguiremos superar todas as dificuldades. Conte comigo! Eu acredito em você!



- você é uma criança muito especial. Estou feliz por estarmos juntas.



- estou muito feliz em tê-la ao meu lado, pois, a cada dia é um aprendizado a mais para mim enquanto profissional. Sei que teremos grandes progressos e alcançaremos muitas vitórias, pois seremos persistentes e você já é uma vitoriosa. Acredito muito no seu sucesso.



- Estou muito satisfeita e orgulhosa em tê-la comigo, fazendo essa troca no aprender e ensinar com tanto sucesso.



- Continue assim, inteligente esforçada, cativante meiga, espetacular! Com certeza seu sucesso será infinito!



- é muito bom tê-lo como meu aluno. Você realmente faz a diferença



- Continue assim, inteligente, esforçada, meiga, carinhosa pois seu sucesso está apenas começando.



- Parabéns ........! Me orgulho em tê-lo como aluno, sabendo que posso colaborar nessa sua caminhada na estrada do saber e aprender.



- me orgulho de ver como você é determinada em busca da superação de suas dificuldades.



- Você será uma vencedora!



- seu progresso me deixa muito feliz, Continue assim!



- você é uma criança especial e abençoada. Estou feliz por estarmos juntas.



- seu carisma e esse seu jeitinho doce de ser nos contagia. Sei que juntos conseguiremos superar todas as dificuldades. Conte comigo! Eu acredito em você!



- Continue assim: inteligente, esforçado e cativante. Com certeza, você será um sucesso!



- você brilhou nesse primeiro bimestre e seu progresso me deixa muito feliz. Sinto -me orgulhosa em tê-lo novamente como aluno. Juntos continuaremos descobrindo e fazendo maravilhas.


-----------------------------------------------------------------------------------

SÓCIO AFETIVO


Ø Ao contemplar o processo educativo vivido pelo aluno, pude observar que ................ manteve um bom relacionamento com a professora e os colegas.


Ø Participa demonstrando interesse nos trabalhos individuais e coletivos.



Ø O aluno colabora nas regras de convívio social auxiliando os colegas quando necessário;



Ø Demonstra compreender a importância do respeito e solidariedade do grupo;



Ø Apresentou uma grande quantidades de faltas no bimestre.



Ø Demonstra iniciativa, autocrítica e capacidade para iniciar e manter contatos, participando do grupo e conseguindo ajustar-se a situação de conflito;



Ø È uma aluna independente, raramente pede auxilio para concluir suas atividades, sendo cuidadosa com seu material, muito caprichosa com seu caderno e material.



Ø È uma aluna assídua e participativa.



Ø ................... continuou interagindo muito no grupo mostrando-se mais interessado e participativo nas realizações das atividades.



Ø Possui consciência dos valores que estão presentes na sociedade, porem necessita de ajuda para desenvolver hábitos e atitudes.



Ø Sua tarefa geralmente fica incompleta.


PORTUGUÊS



Ø Expressa-se com clareza e constrói argumentação .adquiriu autonomia nas atividades de interpretação de textos, respondendo as perguntas com coerência .



Ø Produz textos contendo poucos erros ortográficos e identifica a idéia principal de um texto informativo. Tenta ler sem soletrar.


Ø Reconhece a função social da língua escrita .Reconhece grande parte das letras do alfabeto e para maioria já atribui valor sonoro ao escrever um texto ainda aglutina palavras e não escreve de forma que se possa ler.

Ø Realiza melhor sua atividade em grupo pois necessita de ajuda para realizar suas tarefas. Suas ilustrações são ricas em detalhes.



Ø Consegue copiar do quadro e realizar suas atividades sem auxilio.Arrisca a escrita individual, mas ainda atribui valor de silabas a uma só letra.



Ø Consegue recontar as historias e criar outro final.



Ø Possui grande interesse pelo mundo que a cerca.



Ø Discrimina sons em palavras, identificando sons iniciais e finais.



Ø Aprendeu a contar historias conseguindo prever resultados e refazer o final da historia. Já realiza a leitura de textos com maior desenvoltura, percebendo a pronuncia das palavras, o ritmo e entonação.



Ø Atribui sentido ao que escreve ,ainda que não utilize a escrita convencional.



Ø Encontra-se no inicio da fase silábica. Na leitura individual prefere livros de aventuras.



Ø Lê e escreve com letras legível sua grafia é quase ortográfica , reconhece todos os fonemas mas às vezes confunde-se ao escrever o que é normal neste processo .



Ø Necessita de um tempo maior para copiar do quadro e realizar suas tarefas.



Ø Reconhece o próprio erro quando questionado, conseguindo escrever sozinha com poucos erros ortográficos, produz textos com coerência



Ø Observa e descreve situações, lê e escreve com letra legível,sua grafia é quase ortográfica e suas produções textuais apresentam maior clareza de idéias e criatividade.



Ø Encontra-se na fase ortográfica, produz escrita alfabética compreensível mesmo contendo erros ortográficos.



Ø Tem leitura fluente com compreensão.



Ø Faz perfeitamente a relação fonema/grafema.Observa a escrita do adulto.



Ø Produz textos com coerência, reconhecendo seus próprios erros quando questionada.



Ø Em ralação a leitura e escrita, conseguiu avançar já compreendendo a função social de vários tipos de textos, tais como bilhetes,convites,receitas e historias, contudo sua produção demonstra ainda precisar aprimorar sua leitura e escrita.



Ø Expõe suas idéias de forma clara e percebe as diferenças entre texto escrito e outras formas de registros.Já realiza a leitura de textos com maior desenvoltura, percebendo a pronuncia das palavras, o ritmo e a entonação.Suas produções textuais apresentam maior clareza de idéias e criatividade.



Ø Ao escrever um texto ainda aglutina palavras e não escreve de forma que se possa ler.



Ø Ainda apresenta dificuldades para reconhecer, ler e escrever palavras necessitando de ajuda para construir.



Ø A aluna nomeia todas as letras do alfabeto, contudo na escrita ainda não estabelece relação entre letra-fonema.



Ø O aluno nomeia todas as letras do alfabeto, na escrita utiliza uma letra para cada silaba oral, atribuindo valor sonoro.



Ø O aluno nomeia todas as letras do alfabeto,apresenta escrita alfabética,lê algumas frases ainda que envolva dígrafos e encontro consonantais.



Ø A aluna nomeia todas as letras do alfabeto, na escrita utiliza uma ou mais letras para cada silaba oral, atribuindo valor sonoro.



Ø Sua leitura e escrita evoluíram significativamente e já questiona aspectos ortográficos da língua.



Ø Suas produções textuais ainda refletem suas dificuldades em expressar-se através da escrita, apresentando duvidas quanto a ortografia e a ortografia e a troca de fonemas. Lê com dificuldades buscando decodificar as palavras e frases.



Ø Lê palavras simples com bastante dificuldade, pois ainda confunde letras e ainda tem dificuldades em relação a grafemos e fonema.reconhece grande parte das letras do alfabeto e para maioria já atribui valor sonoro.



Ø Ainda continua no processo da construção da escrita, porem já iniciou o processo,arrisca a escrita individual, mas ainda atribui valor de silaba a uma só letra, ao escrever um texto ainda aglutina palavras e não a escreve de forma que se possa ler.



Ø Apresentou desenvolvimento significativo em relação ao período anterior. Sua leitura tornou-se mais fluente e clara, porem seus registros ainda refletem suas dificuldades em expressar-se através da escrita.



Ø Sua leitura tornou-se mais fluente e clara, porem seus registros ainda refletem suas dificuldades em expressar-se através da escrita.



Ø Ainda apresenta dificuldade para reconhecer, ler e escrever palavras, necessitando de ajuda para construí-las.

MATEMÁTICA

Ø Realiza cálculos de adição e subtração sem auxilio do professor solucionando problemas do cotidiano e busca resolve-los.



Ø Realiza cálculos de adição , subtração e multiplicação , sem o auxilio do professor.



Ø Classifica, seria e ordena objetos, compreende o sistema de numeração decimal e resolve situações problemas envolvendo adição e subtração simples.



Ø Compreende os enunciados dos problemas e busca resolve-los.



Ø Efetuou cálculos de adição e multiplicação com reservas de forma independente já aplicando o algoritmo para efetua-los. Compreende os enunciados dos problemas e busca resolve-los.




 Em matemática avançou significativamente, efetuando cálculos de multiplicação com reservas e adições simples compreendendo conceitos de algoritmos , empregando na resolução de problemas. Realizou a leitura de gráficos buscando informações com muita autonomia.


Ø Em matemática consegue realizar cálculos simples de adição e subtração.Conseguindo estabelecer relações e representando os numerais e suas quantidades.

Ø Utiliza adequadamente os símbolos de linguagem matemática, sendo capaz de realizar adições e subtrações com reservas e recursos. Identificou varias formas geométricas reconhecendo-as em objetos do nosso cotidiano. Realizou a leitura de gráficos buscando informações com muita autonomia



Ø Em matemática, realizou cálculos de adição e subtração. Ordenou, seriou e comparou os números, empregando com adequação os símbolos matemáticos apresentados. Realizou a leitura de gráficos buscando informações com muita autonomia. Identificou varias formas geométricas reconhecendo-as em objetos do nosso cotidiano.

CIÊNCIAS


Ø Reconhece diferentes partes de um vegetal e seu ciclo de vida.



Ø Realizou pesquisas onde nomeou e classificou os vegetais. Aprendeu que existem ervas medicinais que auxiliam no tratamento de doenças e que beneficiam o homem.


 Percebeu como as plantas podem beneficiar na saúde dos seres humanos, através de chá.



Ø Aprendeu que existem ervas medicinais que auxiliam no tratamento de doenças e que beneficiam o homem



SOCIAIS



Ø Reconhece diferentes elementos que fazem parte da cultura popular.



Ø Identifica o bairro como parte de um todo.


------------------------------------------------------------------------------------

SUGESTÕES DE PALAVRAS E EXPRESSÕES PARA USO EM RELATÓRIOS

VOCÊ PENSA VOCÊ ESCREVE

O aluno não sabe



O aluno não adquiriu os conceitos, está em fase de aprendizado.


Não tem limites

Apresenta dificuldades de auto-regulação, pois...
É nervoso

Ainda não desenvolveu habilidades para o convívio no ambiente escolar, pois...

Tem o costume de roubar



Apresenta dificuldades de autocontrole quando...


É agressivo



Demonstra agressividade em situações de conflito; usa de meios físicos para alcançar o que deseja.
é  bagunceiro relaxado, porco



Ainda não desenvolveu hábitos próprios de higiene e de cuidados com seus pertences.


Não sabe nada



Aprendeu algumas noções , mais necessita desenvolver...



É largado da família



Aparenta ser desassistido pela família, pois...



É desobediente



Costuma não aceitar e compreender as solicitações dos adultos;



Tem dificuldades em cumprir regras...


É apático, distraído



Ainda não demonstra interesse em participar das atividades propostas;



Muitas vezes parece se desligar da realidade, envolvido em seus pensamentos

É mentiroso



Costuma utilizar inverdades para justificar seus atos ou relatar as atitudes dos colegas.


É fofoqueiro



Costuma se preocupar com os hábitos e atitudes dos colegas.

É chiclete



É muito afetuoso; demonstra constantemente seu carinho...

É sonso e dissimulado



Em situações de conflito coloca-se como espectador, mesmo quando está clara a sua participação.


É preguiçoso



Não realiza as tarefas, aparentando desânimo e cansaço, porém logo parte para brincadeiras e outras atividades.


É mimado



Aparenta desejar atenções diferenciadas para si, solicitando que sejam feitas todas as sua vontades.
É deprimido, isolado, anti-social



Evita o contato e o diálogo com colegas e professores preferindo permanecer sozinho;



Ainda não desenvolveu hábitos e atitudes próprias do convívio social.


É tagarela



Costuma falar mais do que o necessário, não respeitando os momentos em que o grupo necessita de silêncio.


Tem a boca suja




Utiliza-se de palavras pouco cordiais par repelir ou afrontar

Possui distúrbio de comportamento



Apresenta comportamento fora do comum para sua idade e para o convívio em grupo, tais como...
É egoísta



Ainda não sabe dividir o espaço e os materiais de forma coletiva



Fonte: professorasheilamonteiro

      
modelo de relatório: solicitação de avaliação médica       
ESCOLA:
NOME DO ALUNO:
SEXO:..................... - DATA DE NASCIMENTO ..................
NÍVEL ESCOLAR: 1º ANO – ENSINO FUNDAMENTAL – PERÍODO: ............
PROFESSORA:  ....................................

O aluno .......................... apresenta resistência em participar das aulas e fazer o que lhe é proposto. Possui um temperamento forte e muitas vezes recusa-se entrar na escola. Quando presente em sala de aula, além de não participar, insiste em interromper as aulas com brincadeiras, gritos, empurrões e xingamentos. Quanto à aprendizagem, o aluno demonstra dificuldade e ainda não adquiriu os conceitos, está na hipótese de escrita pré-silábico, não reconhecendo as letras e os números. Apesar de várias tentativas como reforço paralelo, atividades diversificadas e lúdicas, não há entusiasmo, demonstrando desatenção, desinteresse e indisposição. Nas atividades em grupo sempre encontra uma maneira de entrar em conflito com os colegas, não tendo um bom relacionamento com a turma. Nunca cumpre os horários e sempre há um problema no recreio. Não tem nenhum capricho com os materiais escolares, rabisca e rasga livros e cadernos, tanto, que troca de caderno semanalmente, além de estragar as atividades e os materiais dos colegas. Nas tentativas de diálogo o aluno coloca-se indiferente, não aceita intervenções e solicitações dos adultos. Costuma utilizar-se de inverdades para justificar seus atos.
Com base nas observações diárias descritas, solicito encaminhamento para avaliação médica.
                                                  Atenciosamente.
Professora ..................................


Ribeirão Preto, ..........................................................




ESCOLA: ...................................
NOME DO ALUNO: ..............
SEXO: ........... - DATA DE NASCIMENTO: __/___/_____
NÍVEL ESCOLAR: ............... - ENSINO FUNDAMENTAL– PERÍODO...................
PROFESSORA: ............


O aluno ...... é uma criança muito prestativa, está sempre disposto a ajudar os colegas e a professora. É solidário, está sempre oferecendo e dividindo seus pertences. Na rotina escolar, demonstra dificuldade em realizar as atividades pedagógicas propostas, mesmo as mais simples, por estar sempre envolvido em conflitos.
Seu comportamento é muito agitado e aparentemente sente necessidade de estar a todo tempo em movimento. Quando é necessária uma postura adequada à explicação, ele mexe as mãos, os pés, e morde a ponta da carteira.
No ambiente da sala de aula é sempre muito desorganizado, tudo fica no chão à sua volta, seus materiais e tudo que consegue achar pelo caminho. Nunca está no seu lugar, se arrasta de uma carteira a outra. Ainda não consegue usar o caderno sem orientação e está no nível silábico de escrita. Reconhece as letras isoladamente e relaciona número/quantidade.
Várias intervenções foram feitas, atividades diversificadas, apoio individual, atividades com jogos e alfabeto móvel, mas não consegue se concentrar e concluir uma atividade.
Costuma não aceitar as solicitações dos adultos e a seguir as regras, tornado difícil seu convívio escolar. Apesar de ser uma criança muito querida, na maioria das vezes não é aceito nos grupos de estudo, brincadeiras e jogos devido esta questão.
 Já foi advertido por vários motivos indisciplinares, dentre eles,o de usar da força para conseguir o quer, demonstrando nestes momentos agressividade com os colegas. Também é preocupante seu avanço no processo de alfabetização por não realizar as atividades pedagógicas propostas e desatenção às aulas.
 Pelos motivos citados e a pedido da mãe do aluno, solicito encaminhamento para avaliação na área da saúde.

Ribeirão Preto,................

_______________________________________________
Professora .........................



ESCOLA...................
NOME DO ALUNO:  .....................
SEXO: MASCULINO - DATA DE NASCIMENTO: ................
NÍVEL ESCOLAR: 1º ANO – ENSINO FUNDAMENTAL – PERÍODO: .................
PROFESSORA:  ................................

O aluno .... apresenta dificuldades na realização das atividades escolares. Toda atividade que inicia não consegue terminar apresentando desânimo. Ainda não memorizou a escrita do próprio nome e não reconhece as letras e os números. Esquece o que lhe é dito com muita facilidade, em questão de segundos. Foram tomadas algumas medidas como reforço paralelo com a utilização do alfabeto móvel, jogos e atividades diferenciadas do grupo, mas não houve resultado, mesmo com um trabalho individualizado apresenta grande dificuldade de concentração. Durante as atividades na lousa ou no livro didático percebo que o aluno força os olhos para enxergar e escrever. Apesar das dificuldades apresentadas é um aluno muito ativo durante as brincadeiras, possui um bom relacionamento com o grupo e inicialmente interessa-se pelas atividades propostas.
Com base nas observações diárias descritas, solicito encaminhamento para avaliação médica.
                                              Atenciosamente.

Professora ........................

Ribeirão Preto, ........................



ESCOLA: .................
NOME DO ALUNO: ......................
SEXO: ................ - DATA DE NASCIMENTO: .......................
NÍVEL ESCOLAR: 1º ANO A - ENSINO FUNDAMENTAL– PERÍODO: MANHÃ
PROFESSORA: .......................................


A aluna ..................... veio transferida neste 2º trimestre (04/07/2013) de uma escola em serrana, é uma criança muito agitada, tem um bom relacionamento com os meninos (mas não se relaciona com as meninas). Quando chegou, verifiquei no seu antigo caderno que as atividades que estavam sendo propostas eram inadequadas e iniciamos um novo trabalho. Deduzi que sua dificuldade seria devido aos exercícios repetitivos com letra de forma minúsculo e cursiva. Com esta nova experiência, conseguimos um bom avanço, mas devido ao seu comportamento inquieto, fazer tudo pela metade (costuma não completar as palavras e frases, mesmo copiando), rasgar as atividades da folha e ficar todo tempo de costas, procurando com quem conversar (paralelamente) está demonstrando muita dificuldade de avançar na hipótese de escrita e leitura. Outro fator comprometedor é a ausência do acompanhamento dos pais na vida escolar da filha. Ela não faz a tarefa, mando bilhetes que voltam sem assinar. Quando chamo a irmã mais velha para tratar (está no 2º ano nesta escola) percebo que é inútil, pois ela também tem dificuldades e falta de acompanhamento.
Estou aguardando a reunião de pais, para saber das possibilidades de TDAH e possível encaminhamento para área da saúde.
Professora ..........................
Ribeirão Preto, ................................



ESCOLA.......................................
NOME DO ALUNO: .......................
SEXO............................. - DATA DE NASCIMENTO: ......................
NÍVEL ESCOLAR: 1º ANO A - ENSINO FUNDAMENTAL– PERÍODO: MANHÃ
PROFESSORA: ...............

O aluno ..................... é uma criança aparentemente calma que costuma fazer-se de vítima em várias situações, mesmo quando agride verbalmente um colega. Foi remanejado recentemente (05/08/2013) pelo mesmo motivo. Apresenta um comportamento inadequado, sempre chorando, reclamando de dores na cabeça e tontura.
Segundo a mãe o aluno sofre de um transtorno por ser filho único. O aluno apresenta dificuldade, está fazendo o 1º ano pela segunda vez, encontra-se no nível silábico e reconhece algumas sílabas. É dependente da professora nas atividades mais simples pela dificuldade de compreensão oral.
Pelas dificuldades apresentadas e pelos supostos problemas de saúde apontados solicito encaminhamento médico.

Atenciosamente.

Professora ..........................................

Ribeirão Preto....................................................

ESCOLA: ................
NOME DO ALUNO: ............
SEXO.............. - DATA DE NASCIMENTO: ..............
NÍVEL ESCOLAR: 1º ANO A - ENSINO FUNDAMENTAL– PERÍODO: ...........
PROFESSORA: ..........................

O aluno ............... é uma criança muito agitada, tanto que não consegue ficar sentado, faz as atividades em pé, ao lado da cadeira. É um menino que costuma aceitar as intervenções e solicitações dos adultos, porém, logo está cometendo o mesmo “erro”. Não consegue se concentrar, sempre que inicia uma atividade, não consegue terminar e não se importa com isto.
Após a separação dos pais, ficou ainda mais agitado e agressivo com os colegas.
O comportamento inadequado está prejudicando-o no processo de alfabetização. Encontra-se no nível silábico de escrita e uma regressão na leitura.
Devido às observações acima relatadas, solicito encaminhamento médico.

Atenciosamente,

Professora ..................

Ribeirão Preto, .................................





modelo de relatório: para registro

                                                                  
ESCOLA: ..................................
NOME DO ALUNO: ..................
SEXO: ................... - DATA DE NASCIMENTO ...................
NÍVEL ESCOLAR: 1º ANO – ENSINO FUNDAMENTAL – PERÍODO: ..........................
PROFESSORA:  ......................


O aluno .... costuma não aceitar e compreender as solicitações dos adultos.Ainda não desenvolveu habilidades para o convívio em ambiente escolar, pois  demonstra agressividade e usa de meios físicos para conseguir o que deseja. Na sala de aula, fila, refeitório e no recreio sempre agride um colega e justifica sendo em sua defesa.Foi remanejado recentemente pelos mesmos motivos. Não assume seus atos e usa de ameaças quando é advertido.

Professora ..............


Ribeirão Preto, ............................




ESCOLA: ...........................
NOME DO ALUNO:  ...................................
SEXO:............................. - DATA DE NASCIMENTO: .............................
NÍVEL ESCOLAR: 1º ANO – ENSINO FUNDAMENTAL – PERÍODO..............................
PROFESSORA.............................................
O aluno .................. é um menino meigo e carinhoso, encontra-se no nível silábico de escrita. Apresenta um comportamento infantilizado, na fala e atitudes. Tem muita dificuldade de concentração, pois está sempre brincando com os materiais, cantando, falando  sozinho, parece estar em outro ambiente.
Neste trimestre apresentou pouco avanço, pois está  sempre envolvido nos seus pensamentos, completamente desligado das aulas . Já escreve seu nome, reconhece as letras e os números, sabe usar o caderno, mas nunca conclui uma atividade. É um aluno muito doce e calado. Acredito que se mais participativo, poderia ir muito além.
Os pais estão cientes quanto o comportamento e vida escolar do filho e acreditam que há muito tempo ainda para o aluno se alfabetizar.


Ribeirão Preto, ................................

Professora .......................................


ESCOLA: .........................
NOME DO ALUNO: ...............................
SEXO: ..................... - DATA DE NASCIMENTO: ...........................
NÍVEL ESCOLAR: 1º ANO – ENSINO FUNDAMENTAL – PERÍODO: ....................
PROFESSORA: ...........................................
A aluna ............ não realiza as tarefas, aparentando desânimo e cansaço, porém logo parte para brincadeiras e outras atividades. Ainda não desenvolveu habilidades para o convívio escolar, pois, não cumpre as regras e as solicitações dos adultos. Muitas vezes é indelicada com a professora, usa de meios físicos e xingamentos com os colegas, tornando difícil sua aceitação pela turma. Encontra-se no nível silábico de escrita e possui dificuldade de aprendizagem. Seu comportamento torna-se preocupante à medida que prejudica seus avanços.
Seus pais já estão cientes e se comprometeram em participar da vida escolar da filha.

Ribeirão Preto, .........................



 ________________________________________________________
Professora ......................



ESCOLA:..................
NOME DO ALUNO: ...........................
SEXO: ............... - DATA DE NASCIMENTO: ............................
NÍVEL ESCOLAR: 1º ANO A - ENSINO FUNDAMENTAL– PERÍODO: ........................
PROFESSORA: ........................

O aluno ....................... é uma criança muito ativa que leva tudo na brincadeira. Ainda não está preparado para o convívio em ambiente escolar por não entender as regras na escola. Todo seu material é feito de brinquedo e ele não consegue se concentrar nem nos momentos de leitura. Sua carteira é encostada à mesa da professora e mesmo assim ele nunca está no seu lugar. Anda pela sala e brinca o tempo todo. Nos momentos dos jogos, não consegue participar por não seguir as regras. Toma para si as peças para fazer carrinhos, prejudicando o seu grupo.
Sua fala é infantilizada, troca o R pelo L (notado à pouco pela professora) tornando a fala “enrolada” de difícil compreensão. Encontra-se na hipótese silábica de escrita demonstrando grande avanço no processo, uma vez que, não sabia segurar o lápis adequadamente e não reconhecia as letras do próprio nome.
Estou aguardando a presença da mãe para confirmar a possibilidade de encaminhamento à área da saúde.

Atenciosamente

Professora ...........................

Ribeirão Preto, .............................


ESCOLA: ..........................
NOME DO ALUNO: ....................
SEXO: ................... - DATA DE NASCIMENTO: ..........................
NÍVEL ESCOLAR: 1º ANO A - ENSINO FUNDAMENTAL– PERÍODO: .....
PROFESSORA: ...............

A aluna ................ é uma aluna muito doce e caprichosa. Está sempre calada demonstrando muita timidez. Está na hipótese silábica com valor e reconhece as sílabas. Nestes dois últimos trimestres demonstrou avanços, pois apresenta dificuldade de aprendizagem e lentidão em tudo que faz, até mesmo na oralidade. É uma criança que gosta de copiar e “trava” na produção demonstrando insegurança na execução das atividades diárias. Neste 2º trimestre não cumpriu com os deveres de casa arrumando sempre uma justificativa em atividades que poderia fazer sem ajuda.
Aguardo a próxima reunião de pais para tratar com responsável de um possível encaminhamento à área da saúde.

 Professora .................................

Ribeirão Preto, ....................




 ESCOLA: ....................
NOME DO ALUNO: ...................
SEXO: ................- DATA DE NASCIMENTO: .................
NÍVEL ESCOLAR: 1º ANO – ENSINO FUNDAMENTAL – PERÍODO: MANHÃ
PROFESSORA: ................

O aluno ........................ é uma criança bem acompanhada pela família quanto aos estudos. De temperamento forte, guarda algumas mágoas pela ausência do pai (palavras da mãe), muito rebelde está sempre aprontando com os colegas, esconde a bolsa, joga pedaços de borracha durante a aula para desconcentrar o amigo, faz muitas travessuras no recreio (da última vez machucou o queixo caindo da árvore) e tem muitas reclamações na aula de educação física. É uma criança agitada e não aceita as solicitações dos adultos. Encontra-se no nível silábico de escrita, reconhece as sílabas, mas não consegue avançar no processo. Acredito que devido sua dificuldade na fala (dislalia), há uma transferência na escrita, resultando o comprometimento no seu desenvolvimento no processo de alfabetização.
O aluno foi encaminhado à saúde no 1º trimestre.
Aguardando laudo médico.

Professora ....................................
Ribeirão Preto, ..................................




 ESCOLA: ..............
NOME DO ALUNO: ............
  SEXO: .......... - DATA DE NASCIMENTO: .............
NÍVEL ESCOLAR: 1º ANO – ENSINO FUNDAMENTAL – PERÍODO: ........
PROFESSORA:  ...................
A aluna ............ é uma menina doce e muito calada, porém quando estimulada fala pouco sobre sua vida fora do ambiente escolar. Muitas vezes aparenta estar muito triste, e se questionada, faz muito rodeio, mas não fala o motivo, isto coloca a professora intrigada, pois algo está acontecendo, mas, difícil saber da aluna e seus familiares. Já conversei com uma tia da aluna que mora na mesma casa (a Ana Luiza é criada pelo pai, a mãe é falecida) e queria saber o número de faltas e se seria possível acionar o conselho tutelar porque ela estaria mudando e não queria a menina morando com o pai e a namorada. Não esclareceu o motivo e apenas disse que a Ana era como filha e ficaria preocupada longe dela.
Num segundo momento recebi a avó materna pedindo ajuda para ficar com a guarda da criança. A mesma procurou-me novamente dizendo que entraria em juízo porque a menina não estaria sendo bem cuidada e estaria vindo sozinha para escola, o que julgou ser perigoso.
O pai nunca compareceu na escola. Assina os bilhetes quando solicitado, mas não é presente na vida escolar da criança.
Por estes motivos solicito a intervenção da equipe gestora.

Atenciosamente

Professora ................

Ribeirão Preto,..........................


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------=




Escola: -------------------------
Aluna: ---------------------------------------------------- - Data de nascimento:------
Professora: -------------------------------------------------

A aluna , matriculada no ---- ano A nesta escola no período da ------é uma criança quieta e de pouco relacionamento com os amigos. Sua socialização é considerada boa por aceitar o grupo, mas, a relação é simplesmente formal, ela aceita, mas não se envolve nos momentos de discussão ou simplesmente de brincadeira. Está sempre no seu lugar e se não solicitada, não se prontifica. Sendo esta uma das primeiras observações que me levaram a ter uma atenção maior quanto ao comportamento da aluna.
Aparentemente na sala de aula, pode ser considerada uma aluna dedicada e de bom comportamento, mas o que ocorre são momentos de solidão e de isolamento (pela própria aluna), como constatei numa conversa em que disse que era preferível ficar sozinha porque não conseguia acompanhar.
 Nos momentos de escrita espontânea escreve com garatujas e ou letras e símbolos soltos. Nas cópias, ou transferências da lousa para o caderno, é nítida a dificuldade no traçado das letras, que são trêmulas e fracas, a aluna não apresenta firmeza para escrever. Em alguns momentos segura o lápis impropriamente para escrita, agarrando ao meio. Outra situação que chama atenção é que em muitas palavras, mesmo que sendo transcritas, ficam incompletas e o traçado muda completamente, formado por linhas retas e firmes e com dificuldade de entendimento para quem lê.
Na 1ª avaliação (diagnóstica) foi solicitado que escrevesse quatro palavras: apontador, caderno, lápis e giz. Para apontador a aluna escreveu AUACO, para caderno; KDOAIO, lápis: AIANAI e para giz; IA. Apesar de estar no processo de alfabetização é conveniente citar que a aluna Ana Rita frequentou a pré- escola completou o 1º ano e encontra-se no -- ano do ensino fundamental.
Durante a leitura, onde a professora lê uma história diariamente para a turma, a aluna mesmo por ilustração, não consegue desenhar nenhuma parte ou situação da história, para que ilustre um personagem é preciso voltar ao livro ou a leitura. Como neste caso ou em momentos de diálogo, a --- parece apagar por alguns segundos, chamo-a pelo nome, mas demora a voltar, parece estar pensando muito longe, estar realmente distante.
A aluna ----- tem ---- anos, encontra-se no nível pré-silábico de escrita e na leitura reconhece os sons de algumas letras demonstrando dificuldade. Quanto ao raciocínio lógico matemático, não reconhece os números e aos transcrevê-los traça-os espelhadamente.
Apesar da aluna não se envolver muito com a turma é perceptível seu carinho, respeito e generosidade quando necessário. É uma criança meiga e tranquila, mas nos momentos que se sente desafiada ou incapaz de realizar uma atividade, chora e diz estar com forte dor de cabeça.
As intervenções em sala de aula são constantes onde procura-se trabalhar atividades diversificadas e individualmente quando possível. Ocupar um lugar junto à mesa da professora buscando sua atenção à aula. É sempre solicitada como ajudante para maior participação, contato direto com os colegas e desenvoltura.
Em uma recente conversa com a mãe e a coordenadora da escola, soube que a aluna teve alguns problemas ---, e pude verificar em alguns documentos confirmações de sua dificuldade de aprendizagem em momentos anteriores.
Diante das observações registradas acima, solicito avaliação na área da saúde.
Atenciosamente.

Professora ---------------------------------------------------------------------------

_________________________________
            Coordenação Pedagógica      

_______________________________
Direção da Escola     


Ribeirão Preto, 21 de fevereiro de 2014.


















6 comentários:

  1. Muito interessante este post. Gostei das sugestões apresentadas pois elas são inclusivas e apontam critérios que podem auxiliar muito nesta visão do aluno como um ser único, como um indivíduo.
    Já estou fazendo uso destas sugestões. Obrigado por por partilhar.
    Cláudio

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante as dicas que trouxeste Adriana! Gostei mesmo!

    Seja bem vinda ao Educadores Multiplicadores! Será um prazer tê-la como parceira!

    Abraço pra ti!

    http://trasnformandovidas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá, profa. Adriana!!!!

    Mais um Educador Multiplicador que vem fazer crescer esse projeto em número e qualidade!!!! Que ótimo!!!! Seja bem-vinda!!!!

    Essas dicas sugeridas aqui na sua postagem, são de fato, interessantes e importantes, pois, realmente... o trato com as mentes ainda em desenvolvimento das crianças, merece todo o cuidado e atenção, nas ações e informações dadas por nós os educadores!!!!

    Sucessos para você e vamos, que vamos... multiplicar os conhecimentos para todos!!!!

    Em... http://www.matemagicasenumeros.blogspót.com.br

    eu escrevo alguns artigos matemáticos, que imagino serem aplicáveis para as primeiras abordagens da ciência dos números para as crianças!!!! Ficarei contente se me apontar a(s) melhor(es)!!!!

    Parabéns, pelo seu projeto e... já estou seguindo-o!!!!

    Um abraço!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Gostei bastante da postagem! Alguns critérios por demais importantes. Muito útil aos professores! Um grande abraço!

    ResponderExcluir